SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Estudantes visitam a redação do Correio Braziliense

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/11/2012 19:34 / atualizado em 29/11/2012 19:39

IasminnyThábata/Especial CB
Duas turmas de 5º ano da Escola das Nações de Brasília conheceram, nesta quinta-feira (29/11), as instalações do Correio Braziliense e descobriram o funcionamento das áreas do jornal impresso e on-line da instituição.

Foram três horas de visita, onde os alunos conheceram as salas de redação do Eu,Estudante, do Super!, e de todas as editorias do jornal. Além disso, deram uma olhada na sala da arte, produção de imagens, fotografia, máquinas de impressão do jornal e a rádio Clube FM, do grupo Diários Associados.

O encontro das crianças com os profissionais da comunicação faz parte do projeto Faça seu próprio jornal, da Escola das Nações. Anualmente, as turmas da escola visitam o jornal e se preparam para produzir o próprio folhetim na escola. Tudo é feito em forma de redação, à mão, pelos estudantes. Depois, uma exposição põe à mostra todo o trabalho das crianças.

“Os alunos estão animados e adoraram a tarde. Conheceram todo o jornal e aproveitaram muito a oportunidade”, garante Andrea Fabrino, professora de português do colégio.

Mais de mil alunos da Escola das Nações participaram do projeto no decorrer deste ano. Uma delas foi Helena Paixão, 10 anos, estudante do 5º ano do ensino fundamental, que veio com a turma da professora Andrea conhecer o Correio. A aluna não é iniciante no quesito jornalístico. Ela e outras três amigas escrevem o Jornal dos quatro elementos, em que cada jornalista-mirim é uma “princesa” que escreve sobre diversos temas.

“A gente escreve desde ano passado. A última edição de agora vai ser uma retrospectiva com os maiores acontecimentos do ano”, explica Helena. Animada, ela cita o local que mais gostou de visitar no dia: “A sala de impressão foi muito interessante. A gente vê os jornais vindo da máquina e saindo rapidão. Foi muito legal.”

Diferente dela, Guilherme Estrela, 10 anos, gostou mais do local onde as imagens e infográficos do jornal são feitos. “A editoria de arte foi muito boa, lá tem um cara barbudo que eu achei muito legal”, relata. “Foi interessante saber como que surgem as imagens do jornal”, explica.

Até o fim do ano, mais três turmas devem visitar a redação do Correio Braziliense. Em maio, as produções dos estudantes serão expostas em uma feira na escola.
Tags:

publicidade

publicidade