SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Inep quer punir quem debochar no Enem

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 22/03/2013 19:00 / atualizado em 22/03/2013 12:59

O presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), órgão ligado ao Ministério da Educação, Luiz Claudio Costa, disse ontem que vai sugerir uma alteração no edital para passar a punir o estudante que brincar com o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). A decisão foi motivada após a divulgação das redações de dois estudantes que escreveram no meio do texto uma receita de miojo e o hino do Palmeiras. Eles obtiveram notas 560 e 500 respectivamente, em uma escala de 0 a 1.000.

Na opinião de Costa, esses candidatos devem ter o texto anulado. "O que estou propondo, pela seriedade do exame e pelo respeito aos participantes que estão passando por um momento tão importante em suas vidas, é que quando for claramente mostrado que é deboche seja dada a nota zero", afirmou. Ele, entretanto, promete fazer uma ressalva para não atingir os alunos que estiverem seriamente interessados no exame.

Com relação às provas avaliadas com nota máxima e que continham erros de português, denunciadas pelo jornal O Globo, Costa ressaltou que o edital diz que o texto pode ter erros pontuais, mas reconheceu que alguns especialistas consideram que texto nota máxima não pode ter erro algum.

Dos 5,3 mil profissionais  contratados para corrigir as redações, mais de 300 foram afastados, por não corresponderem aos critérios de qualidade esperados.
Tags:

publicidade

publicidade