SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Educação

Após 4 anos, escola é inaugurada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/03/2013 11:45 / atualizado em 27/03/2013 11:47

Arthur Paganini

Roberto Barroso
O GDF inaugurou ontem à tarde a primeira reforma geral da Escola Classe 19, na QNA 39 de Taguatinga. Foram investidos R$ 2,3 milhões no espaço, que já serviu para atender órgãos administrativos do governo desde a época da construção da capital. Em funcionamento desde 1964, a EC 19 abriga 230 alunos do 1º ao 5º ano do ensino fundamental, inclusive alunos especiais. Na semana passada, o governo local também concluiu as obras do Centro Educacional (CED) 1 do Cruzeiro, além da construção do Centro de Ensino fundamental (CEF) 1 de Planaltina.

A recuperação da EC 19 ficou paralisada por quatro anos por conta da falência da empresa contratada, à época, para executar o serviço. Durante esse período, os alunos foram transferidos temporariamente para a Escola Classe 21, também em Taguatinga. “Podemos considerar que essa escola foi totalmente construída, pois nada se aproveitou da antiga estrutura, que já serviu a vários fins, além do uso escolar. Começamos do chão e, hoje, temos um equipamento público exemplar, com acessibilidade completa a portadores de necessidades especiais e salas de aula destinadas a atividades extracurriculares, pronto para funcionar em período integral”, disse a diretora da EC 19, Adriana Vargas.

No novo espaço, funcionam 10 salas de aula, espaços de informática e de reforço, laboratório de ciências, parque infantil, quadra de esportes, sala multiúso de ginástica, horta e jardim sensorial para portadores de deficiência visual. A estudante Larissa Cristina da Silva, 26 anos, é mãe de dois alunos matriculados na EC 19. “Pela demora em concluir a obra, achei que não sairia, mas o resultado final foi bom. Matriculei os meus filhos aqui no ano passado sabendo que ela estaria pronta e em melhores condições de atendimento”, contou.

Uma segunda licitação teve de ser feita para a conclusão da obra, que durou seis meses, entre junho e dezembro do ano passado. O terreno tem 3,3 mil metros quadrados, e a área construída é de 2,7 mil m². Segundo o secretário de Educação, Denilson Bento da Costa, a escola deverá funcionar em período integral, de 10 horas diárias, até o segundo semestre. “Em maio, teremos toda a estrutura preparada para a EC 19 atender os novos alunos. Para isso, mais professores deverão ser lotados na Regional de Taguatinga”, afirmou. No DF, há 23 escolas integrais.

Presente à inauguração, o governador Agnelo Queiroz destacou o resultado da obra. “A marca do nosso governo é ter equipamentos públicos de boa qualidade, e esse é um exemplo. A nossa prioridade, desde o início da nossa gestão, foi de priorizar as obras inacabadas que herdamos. Esta é uma das últimas das 157 desse tipo que tivemos de finalizar”, declarou. Mais de R$ 40 milhões foram investidos desde 2011 na reforma e na construção de colégios.
Tags:

publicidade

publicidade