SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Trabalho aprova acesso de estudantes a dados sobre obras públicas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/04/2013 13:06 / atualizado em 03/04/2013 13:19

Agência Câmara

A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público aprovou hoje proposta que garante aos estudantes e professores de engenharia e arquitetura o acesso a informações técnicas sobre as obras públicas. A medida está prevista no Projeto de Lei 696/03, do deputado Zezéu Ribeiro (PT-BA).

De acordo com o projeto, todos os estudantes e professores dessas áreas poderão solicitar aos órgãos e entidades públicas cópia de projetos básicos e executivos, desenhos, especificações técnicas, memoriais descritivos, orçamentos, relatórios de impacto ambiental, entre outros documentos.

O texto já havia sido aprovado pela Câmara em 2008. Como o Senado aprovou um substitutivo ao projeto original, a proposta voltou a ser analisada pelos deputados. O relator na Comissão de Trabalho, deputado Policarpo (PT-DF), defendeu a medida: “Com a entrada em vigor da proposta, os estudantes e professores terão à sua disposição um conjunto ímpar de informações nas áreas de engenharia e arquitetura”.

O substitutivo do Senado insere as novas regras na lei que institui a política nacional de arquivos públicos e privados (8159/91). Ele também reserva alguns itens da proposta a um regulamento, que deverá ser publicado pelo Executivo após a sanção da nova lei.

O texto aprovado inicialmente pela Câmara determinava, por exemplo, que os órgãos e entidades públicas teriam até 90 dias após a conclusão da obra para tornar suas informações disponíveis ao público. A proposta inicial também excluía as obras de manutenção e as reformas de pequeno porte da nova regra. O substitutivo do Senado não trata dessas normas, que deverão ser definidas em regulamento.

Acesso gratuito


Tanto a proposta aprovada pela Câmara em 2008 como o substitutivo do Senado preveem que as instituições públicas de ensino e pesquisa terão acesso gratuito às informações técnicas sobre obras públicas. Nesses casos, o custo das cópias ficará a cargo do órgão ou da entidade que as ceder.

Tramitação

A proposta será analisada ainda pelas comissões de Educação e de Constituição e Justiça antes de seguir para o Plenário da Câmara.
Tags:

publicidade

publicidade