SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Sesi-SP é vice-campeão mundial de robótica nos Estados Unidos

Essa foi a melhor participação do Brasil no FLL World Festival

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 30/04/2013 18:20 / atualizado em 30/04/2013 18:44

Divulgação
A equipe Sesi Robotics School conquistou, no último sábado (27/4), o vice-campeonato da First Lego League (FLL) World Festival, maior e mais importante evento de ciência, tecnologia e robótica do mundo voltado para estudantes com idade entre 11 e 15 anos. Os alunos da escola Sesi de Ourinhos Bárbara Teixeira Martins, Bianca Miranda, Daniel Ortiz Hoffmann Bonício, Giovana Vieira Frioli, Julia Saturnino Camacho, Luiz Felipe Carvalho, Luiza Saturnino Camacho, Murilo Rodrigues Foz disputaram, durante três dias, o torneio na cidade de Saint Louis, Estados Unidos.
 
Coordenados pela técnica Daniele Ortiz Hoffmann Bonício e pela mentora Tatiane De Fátima Rodrigues Aguiar, os jovens desbancaram com mais de 70 times de seis continentes diferentes. "É o sonho de qualquer equipe. Estamos todos emocionados e felizes por essa conquista, que só foi possível através de muita dedicação, competência e empenho de todos os envolvidos", afirma a técnica Daniela, professora de informática da instituição.
 
A estudante Júlia Saturnino, 14 anos, conta que não se arrependeria das horas dedicadas ao torneio mesmo se não tivessem alcançado a segunda colocação. "O que a gente aprende é muito maior do que a gente ganha", diz. Assim como Júlia, esta era a última chance de Luiz Felipe, 15 anos, disputar o torneio. O jovem, que participa de eventos de robótica há 5 anos, era um dos responsáveis por construir, programar e operar os robôs da equipe.
 
Mas mesmo sendo a etapa mais emocionante, a mesa de missões dos robôs não é a que mais pontua. O FLL World Festival avalia ainda o projeto do robô, o trabalho em equipe e o projeto de pesquisa criado, cujo tema era qualidade de vida na terceira idade. Para assegurar a medalha de prata, os jovens de Ourinhos apresentaram a pulseira Guardian - que facilita a localização de idosos perdidos via GPS e através de informações contidas no código de barras do acessório.
 
A técnica Daniela lembra ainda que esses torneios existem para "plantar a sementinha da ciência e tecnologia nos estudantes". Aliás, Júlia e Luiz Felipe pretendem estudar engenharia mecatrônica após concluírem o ensino médio.

Os vice-campeões desembarcam no Brasil na próxima quarta-feira (1º/5), após um merecido descanso na Disney.

Tags:

publicidade

publicidade