SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Lição de casa

Escolas, site e animação ensinam as crianças como se alimentar bem. Confira as dicas para montar um prato supersaudável

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/05/2013 18:48 / atualizado em 06/05/2013 19:25

Ninguém merece ficar ouvindo bronca dos pais por causa de umas e outras bobagens que nós comemos, não é mesmo? Afinal, qual criança não gosta de uma deliciosa barra de chocolate, um pacote de salgadinhos ou mesmo aquele copo bem gelado de refrigerante? Acontece que esses alimentos não são a melhor opção para quem quer uma boa alimentação e um corpo saudável. Por isso, existem algumas iniciativas que estimulam a galerinha a comer bem e com gosto! Desenhos animados e atividades muito bacanas nas escolas orientam sobre como ter uma nutrição exemplar. Confira aqui e coloque em prática algumas dicas para se alimentar melhor!

Lanche na sala de aula


Já imaginou que crianças de 5 anos podem preparar receitas muito práticas e saudáveis? Pois é, a turminha do Jardim 2 do Colégio Mackenzie de Brasília convidou o Super! para um lanche delicioso, sadio e muito fácil de fazer. Orientados pela professora Alexandra Caetano, os alunos prepararam gelatina! A atividade funciona assim: os estudantes do ensino infantil aprendem em sala de aula sobre alfabeto, cores, plantas, números, animais, e muitas outras coisas. Depois, eles colocam em prática o que foi estudado na Cozinha pedagógica, um projeto em que se prepara uma refeição todo o mês. Dessa forma, a galerinha aprende a cozinhar, a usar no dia a dia os conhecimentos adquiridos e ainda opta por um lanche mais nutritivo.

Gustavo Moreno/CB/D.A Press
Durante o preparo da merenda, os alunos se organizam para entender o passo a passo da receita e os benefícios daquele alimento, afinal, a gelatina ajuda a emagrecer e faz bem para a pele. E quando tudo está pronto, é hora de experimentar!

Além de cozinhar, a turma também planta e colhe alguns dos alimentos que consomem. A escola mantém uma horta em que os alunos cultivam diversos vegetais. Neste ano, o Jardim 2 começou o ano cultivando alface roxa. Apenas alguns brotinhos começaram a surgir da terra, mas as crianças acreditam que, dentro de alguns meses, já poderão levar as folhas para casa e usar no almoço! A professora Alexandra conta como os alunos reagem ao processo.
— É curioso perceber que, depois de cultivar a horta e colher os alimentos, as crianças levam tudo para casa e estimulam os pais a comer também!, revela a professora, que notou nos alunos uma disposição maior para comer frutas.

Gustavo Moreno/CB/D.A Press
Gabriel Oliveira, 5, ajuda no plantio dos vegetais e contou para nós que não costumava comer muitas frutas e legumes.
— Agora eu trago fruta e suco para o lanche da escola todos os dias! E minha fruta favorita é a banana, conta Gabriel, que revelou também comer uns salgadinhos algumas vezes — Mas não é nada que não possa ser negociado! Posso comer uma vez na semana e deixar de lado outras besteiras, como chocolate ou refrigerante.

Alguns alunos do Jardim 2 também adoram comer alimentos muito saudáveis e explicam os motivos pelos quais não devemos ingerir muitos doces e outras besteiras:
— A barriga dói, ficamos magrinhos, sem força... Não faz nada bem à saúde, explica Yasmin Soares, 5 anos. Quando perguntamos o que não pode faltar na lancheira, Matheus Passas, 5, se antecipou e listou uma série de coisas!
— Sucos, frutas e bolinho também! E em casa eu como todas as verduras que colocam no prato, diz Matheus, que se mostra um exemplo para os colegas.

Mãos na massa!

“Compadre padeiro, que cheiro gostoso! Dá água na boca o seu pão saboroso”. É com o canto de 14 crianças de 4 a 6 anos que começa o dia de aula na turma do Jardim A, na Escola Waldorf Moara. Enquanto soltam a voz, os alunos reúnem todos os ingredientes e materiais para preparar o lanche do dia: uma fornada de deliciosos pãezinhos! Sob orientação das professoras Andreia Luiza e Hermínia Martins, a garotada mistura farinha integral, fermento, ovos, sal, água e açúcar mascavo, amassam com muuuuita força e, por fim, colocam para assar.

Gustavo Moreno/CB/D.A Press
Além dos pães, as crianças também são ensinadas a preparar biscoitos, sopas e chás. Os pais seguem recomendação de não acrescentar frituras, refrigerantes e nem mesmo suco com conservantes no lanche dos filhos. A preocupação com a alimentação faz parte de um projeto maior da escola: estimular o bom desenvolvimento físico e mental dos estudantes. A instituição segue a filosofia de Rudolf Steiner, um educador austríaco que nasceu há tempos, lá no século 18. Ele acreditava que o crescimento do corpo e do espírito das crianças se dava por atividades com artesanato, trabalho com a mente e alimentação com produtos naturais.

Os alunos da Escola Moara parecem bastante satisfeitos com as receitas ensinadas pelas professoras. Camila Rojas, 6 anos, contou  que gosta muito de tomar os chás preparados em sala de aula, especialmente com sabor de hortelã. Ela também revelou que tem uma nutrição bastante sadia em casa, com arroz, verduras e carnes. Camila declarou ainda que acha importante manter uma alimentação saudável sempre, caso contrário, podemos ficar doentes por toda a vida.
— Minha avó comeu tanto doce quando pequena que agora ela precisa levar furada no dedo todos os dias!, conta Camila. A pequena Dora Prado, 5 anos, já entende que o consumo de carne vermelha e com muita gordura pode ser bastante prejudicial à saúde. Por isso, ela diz que prefere comer feijão, alface e batata.
— Sou vegetariana, mas posso comer um peixinho e um franguinho algumas vezes, afirma Dora.

Comida animada

Que tal tornar a busca por boa saúde uma aventura divertida? Pensando nisso, o brasileiro Rodrigo Quaresma criou, lá em Portugal, a série Nutri Ventures — Em busca dos 7 reinos. A história chegou ao Brasil no último sábado, 27 de abril, e os primeiros episódios estão disponíveis no YouTube, mesmo site em que o restante da série será exibida. Na animação, Teo, Lena, Ben e a pequena Nina vivem em uma cidade onde não há nenhum alimento, e todos comem apenas o Genex 100, uma mistura bizarra de cor estranha e gosto duvidoso. A fábrica em que esse produto é preparado está sob controle de Alex Grand, homem mal e ganancioso.

Gustavo Moreno/CB/D.A Press
Em visita até o local, Teo e seus amigos conhecem o processo de produção do Genex 100. Porém, quando se perdem do grupo, Teo e Lena chegam até uma cantina onde encontram uma variedade de comidas — pães, leite, frutas e outros — que dão a eles muita energia, força e resistência! Os pequenos heróis descobrem superpoderes nos alimentos — os Nutri-Poderes — e, a partir de então, recebem a missão de percorrer sete reinos onde devem encontrar todos os grupos de alimentos, recuperá-los e levá-los até Grandlândia, cidade onde comem apenas o que é produzido por Alex Grand.

Apesar de não vivermos uma aventura parecida, é possível sim nos engajarmos em uma batalha para combater os vilões da boa saúde e consumir cada vez mais verduras, legumes e frutas, que nos dão a real força de que precisamos! Rodrigo Quaresma, criador de Nutri Ventures, fala sobre o quanto alguns alimentos são importantes em nosso dia a dia.
— Leite e cereais talvez não nos deem superpoderes, mas, na hora de jogar futebol com os coleguinhas, esses alimentos podem dar muita força e disposição, declara Rodrigo. Para quem quer acompanhar o desenho, é só ficar ligado na página de Nutri Ventures no YouTube,  toda semana. Muitos jogos, músicas, filmes e conteúdos exclusivos também estão disponíveis no site www.nutri-ventures.com.


Heróis da nutrição

Conheça os jovens valentes que vão encarar os sete reinos em busca da diversidade alimentar!

1- Teo
Um jovem corajoso que foi escolhido para liderar a missão de resgatar os alimentos em diferentes mundos e reunir uma boa equipe para isso. Teo escolhe os melhores amigos para acompanhá-lo.

2- Lena
Garota destemida que segue Teo em sua primeira aventura e se junta a ele na viagem pelos sete reinos da nutrição.

3- Ben
Colega de turma de Teo e Lena que acidentalmente descobre o poder dos alimentos ao comer um pedaço de pão que estava escondido dentro da bolsa. Apesar de muito desastrado, ele será uma grande ajuda no combate aos vilões da nutrição.

4- Nina
É a integrante mais jovem do grupo que vai batalhar nos sete reinos. Apesar da doçura, Nina é bastante corajosa e vai encarar todos os desafios que aparecerem no caminho.

5- Guga
Pequena criatura de cor púrpura que acompanha o grupo de amigos pelos mundos. Ainda que pareça amável, melhor não dar a ele nenhuma comida, caso contrário, algo muito estranho pode acontecer...
Tags:

publicidade

publicidade