SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Estudante do CIL de Sobradinho ganha bolsa para ir ao Japão

A viagem cultural de 15 dias será financiada pela Fundação Japão

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/05/2013 19:44 / atualizado em 27/05/2013 20:07

Divulgação
O estudante brasiliense Lucas Rodrigues de Paula, 16 anos, estará de 20 de junho a 4 de julho no Japão. Ele e outros quatro jovens de São Paulo foram selecionados para participar de uma viagem cultural organizada pela Fundação Japão, órgão que oferece suporte ao ensino da língua japonesa ao redor do mundo.

Lucas, que é estudante do Centro Interescolar de Línguas (CIL) de Sobradinho,  passou inicialmente por um processo seletivo interno - composto de uma redação e uma prova semelhante ao teste de proficiência em japonês. O jovem ainda disputou a única vaga destinada ao Distrito Federal com um estudante do Cil do Gama. Para assegurar a viagem, foi submetido a uma entrevista por telefone em japonês feita por um representante da sede da Fundação Japão no Brasil. Na rápida sessão de perguntas e respostas, o jovem, além de fornecer alguns dados pessoais, teve que dizer por   que queria ir ao Japão e qual era a sua motivação para estudar o idioma. "Respondi que gostaria de conhecer o estilo de vida no Japão e aprofundar meus conhecimentos sobre a cultura", relata Lucas. Os bons argumentos e a desenvoltura no idioma lhe garantiram a vaga. Segundo a coordenadora de japonês da Fundação Japão, Mayumi Yoshikawa, o intuito da entrevista era garantir que os participantes da viagem tivessem a habilidade necessária para aproveitar a estadia no Japão.

Fã de mangás e animes, o jovem brasiliense, além de viajar para as cidades de Nara, Kyoto, Hiroshima e Tokyo, vai conhecer de perto o estilo de vida na região de Osaka, onde ficará hospedado durante a maior parte da viagem. Entre as várias atividades programadas para os 15 dias de jornada, se destaca a experiência de três dias em uma escola de ensino médio japonesa. Com o intercâmbio, Lucas, que começou a estudar japonês em 2011 e está terminando os estudos, vai poder aprofundar ainda mais os conhecimentos sobre o idioma. O estudante, que estaria em semana de provas na escola durante o período da viagem, nem cogitou dispensar a oportunidade. "Não vai prejudicar, não. É só estudar e me preparar antes das avaliações", conta.

Incentivo
A Fundação Japão oferece, entre outras atividades, programas de treinamento para professores. Aliás, essa modalidade também integra o apoio proporcionado ao CIL, que recebe o auxílio da Fundação desde 2011 - quando iniciou o ensino da língua japonesa nas unidades de Taguatinga, Sobradinho, Ceilândia e Gama. Em 2012, por exemplo, a professora Geanne Morato do CIL de Sobradinho participou de um treinamento de dois meses no Japão e, em janeiro de 2013, todos os professores de japonês do CIL fizeram um treinamento de três dias em São Paulo, na sede da Fundação Japão.

Para a diretora do CIL de Sobradinho, Maria Lúcia da Cruz Silva, a participação de Lucas na viagem cultural deve motivar ainda mais a procura pelo curso de japonês nos centros interscolares de línguas do Distrito Federal.

publicidade

publicidade