Seminário debate hoje educação a distância no Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/06/2013 11:16

Agência Câmara

A Frente Parlamentar para Educação Profissional e a Distância realiza hoje, a partir das 9 horas, o 9° Seminário Nacional ABED de Educação a Distância (EAD). O tema do encontro será “Educação Aberta Flexível e a Distância é Fundamental para Educação do Brasil”.

O seminário acontecerá pela manhã (9 horas) e à tarde (14 horas), no auditório Nereu Ramos, na Câmara. Nos paineis da manhã estão previstas palestras do coordenador da Frente Parlamentar, deputado Ângelo Agnolin (PDT-TO); o presidente da Associação Brasileira de Educação a Distância (ABED), Fredric Michael Litto; a ex-senadora Marina Silva; o deputado Vicentinho (PT-SP); e o senador Valdir Raupp (PMDB-RO).

Na ocasião será entregue o prêmio ABED Uninter de Jornalismo a Edimilson Picler e a João Vianney Valle dos Santos.

Na parte da tarde, estão previstas as participações dos seguintes representantes de entidades:

- Maria Rebeca Otero Gomes, da Unesco: - Gilberto Gonçalves Garcia, do Conselho Nacional de Educação (CNE);
- José Carlos Wanderley de Freitas, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE);
- Diogo Albuquerque Ferreira, do Conselho Nacional da Justiça (CNJ),
- Marco Antonio de Oliveira, da Secretaria de educação profissional e tecnológica do Ministério da Educação.

De acordo com informações da ABED, o Brasil tem comprovado experiência pedagógica, tecnológica e gerencial em aprendizagem a distância, em todas as regiões, de forma a abarcar um programa de expansão educacional acelerada baseada na modalidade de EAD. Atualmente, segundo a associação, quase 20% dos seis milhões de universitários no país estudam a distância em cursos reconhecidos pelo Ministério da Educação (MEC). O presidente da ABED argumenta que “a modalidade de ensino deve merecer alta prioridade no planejamento das metas nacionais a ser atingidas para a criação de uma força de trabalho capaz de suprir a precariedade do ensino no Brasil”.

Tags: