Lançada frente pela federalização da educação básica

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/06/2013 09:17

Agência Senado

O senador Cristovam Buarque anunciou nesta terça-feira (11) o lançamento da Frente Parlamentar pela Federalização da Educação Básica. O objetivo do movimento é tornar federais e elevar o padrão de qualidade das mais de 156 mil escolas públicas de todo o país. Para isso, os parlamentares – até o momento 34 senadores e 17 deputados – pretendem criar uma carreira única nacional de magistério, com o pagamento de um salário mínimo de R$ 9 mil.

Em entrevista à Agência Senado, Cristovam disse que a ideia é implementar o novo sistema em um prazo de 20 anos. Para ele, a meta é factível e não trará desequilíbrio fiscal.

- O país gasta 4% do PIB com educação básica. O custo total da federalização seria de 6,4% do PIB. Ou seja, um aumento pequeno, diluído em 20 anos – afirmou, acrescentando que o custo seria inferior ao previsto no novo Plano Nacional de Educação (10% do PIB).

Segundo as estimativas da frente, seria possível implantar o novo sistema em 300 cidades a cada ano, atendo cerca de 3 milhões de alunos.

Tags: