SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Royalties do petróleo são essenciais para educação, diz Dilma

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/08/2013 15:47 / atualizado em 07/08/2013 16:07

Ao inaugurar nesta quarta-feira (7) o campus avançado da Universidade Federal de Alfenas (Unifal), em Varginha (MG), a presidenta Dilma Rousseff voltou a defender a destinação de 100% dos royalties do petróleo para investimentos em educação.

O Projeto de Lei (PL 323/07) que trata do assunto, encaminhado pela presidenta ao Congresso Nacional, aguarda a conclusão da votação na Câmara dos Deputados, mas já teve a destinação de recursos alterada, com divisão entre educação (75%) e saúde (25%).

“A gente só avança se tiver recursos suficientes para apostar na educação. Colocar a riqueza do petróleo para garantir que possamos mudar a qualidade da educação é crucial”, disse.

Dilma listou uma série de investimentos que serão necessários para o setor nos próximos anos, em vários segmentos, para garantir melhoria no acesso à educação, assim como na qualidade do ensino, e disse que os avanços só serão possíveis com o dinheiro dos royalties do petróleo.

Durante o discurso, a presidenta também defendeu a interiorização do ensino superior público, com abertura e expansão da rede em municípios fora dos grandes centros econômicos. A ida de universidades para o interior, na avaliação da presidenta, atrai investimentos e melhora as condições de vida da população local e do entorno.

“Mudamos radicalmente a política em relação à rede federal de ensino superior. Até 2002 era restritiva, a interiorização não estava contemplada. Voltamos a criar federais, agora temos 63 contra 45 em 2002. É uma das coisas mais importantes é a expansão de campi. Serão 321 ao fim do meu governo, em 2002 eram 148 apenas. Como esse aqui, cada vez mais municípios do interior vão sediar um campus, e isso significará desenvolvimento e oportunidade, para a população do município e do entorno”, disse.

Na cerimônia de hoje, Dilma inaugurou o último prédio da primeira fase de construção do campus, que representa 50% da área total da universidade. Segundo a Unifal, até 2014, o campus de Varginha terá também complexo esportivo, restaurante universitário, alojamento e um edifício administrativo.

Em Varginha, a Unifal oferece os cursos de bacharelado interdisciplinar em ciência econômica e os de administração pública, ciências atuariais e ciências econômicas com ênfase em controladoria. O campus tem cerca de mil alunos.
Tags:

publicidade

publicidade