SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

ONG notifica festas infantis de rede de restaurantes fast-food em escolas

Instituição notificou rede McDonald's por promover ações de marketing unidades de ensino. Restaurante tem 10 dias para encerrar atividades até que ONG recorra à Justiça

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/08/2013 16:49 / atualizado em 16/08/2013 20:07

Gustavo Aguiar

Internet/ Reprodução
A organização não governamental (ONG) Instituto Alana notificou a rede de restaurantes fast-food McDonald's por promover de forma abusiva ações de marketing em escolas públicas e privadas da educação infantil e do ensino fundamental em todo o Brasil. Tratam-se de shows oferecidos como educativos que contam com jogos, apresentações e outras atividades típicas do universo infantil, e que têm como animador principal o palhaço Ronal McDonald, mascote da rede.

"A pratica é comprovadamente abusiva. O Código de Defesa do Consumidor condena e prevê multas para casos como esse", garante o advogado do instituto e conselheiro do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente (Conanda), Pedro Harturg. Segundo o advogado, a ONG decidiu notificar extrajudicialmente a rede de restaurantes antes de recorrer à Justiça. "Enviamos um ofício exigindo que essas atividades sejam encerradas num prazo de 10 dias. Se o pedido não for atendido, vamos encaminhar a denúncia aos órgãos competentes."

No site do restaurante, os Shows do Ronald McDonald são apresentados como eventos que "oferecem diversão e brincadeiras, e aproveitam esse momento lúdico para passar conceitos educativos, como respeito ao meio ambiente, valorização da amizade e da vida ativa e dicas de bons hábitos." Conforme informou Harturg, em algumas ocasiões, as crianças que participam da atividade são premiadas com lanches da marca.

"Esse é um novo modelo de publicidade usado para solidificar os símbolos da organização e para fidelizar o consumidor. Praticado entre crianças, esse conceito se aproveita da inocência e da vulnerabilidade deles para atrair mais clientes", avalia Harturg. Segundo ele, a necessidade de se coibir ações como essas está ligada à importância de se estimular entre os jovens hábitos saudáveis de alimentação. "Um em cada três crianças no Brasil têm sobrepeso ou são obesas, e isso tem a ver com o consumo frequente de alimentos com alto teor de gordura", argumenta.

No site, há uma agenda de shows marcados em todo o país e que vão ocorrer em agosto. Em São Paulo, capital, em praticamente todos os dias há apresentações em escolas públicas, particulares e em hospitais. Em Brasília, há dois shows agendados em escolas particulares e um terceiro em um hospital no dia 30.

Até o fechamento desta reportagem, o McDonalds não havia se pronunciado sobre o assunto. A notificação encaminhada à rede pela ONG pode ser conferida aqui.
Tags:

publicidade

publicidade