SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Dilma prevê investimento de R$ 112 bilhões de royalties em 35 anos

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/08/2013 18:12

A presidenta da República, Dilma Rousseff, disse nesta terça-feira, 27, que os recursos dos royalties do petróleo do pré-sal a serem investidos em educação devem chegar a R$ 112 bilhões em 35 anos. O pronunciamento foi feito na cerimônia de formatura de 2,6 mil estudantes do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), realizada em Belo Horizonte.

Os formandos participaram de cursos oferecidos pelo Sistema S no âmbito do Pronatec. Os 1,3 mil estudantes do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) e os 1,3 mil do Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) formaram-se em cursos como eletricista industrial, mestre de obras, joalheiro, inglês aplicado ao turismo, almoxarife e sommelier.

Foram atendidos estudantes dos municípios mineiros de Barbacena, Belo Horizonte, Betim, Contagem, Coronel Fabriciano, Ibirité, Itabira, Itaúna, Mariana, Matozinhos, Nova Lima, Ouro Branco, Ouro Preto, Pedro Leopoldo, Ribeirão das Neves, Sabará, Santa Luzia, Sete Lagoas, Tarumirim e Vespasiano.

De acordo com a presidenta, o emprego qualificado combina pessoas e educação e o trabalho não especializado tem um limite dentro da economia. “O Pronatec é uma ponte entre a necessidade que as empresas têm de trabalhadores qualificados e a necessidade que o Brasil tem de empregar os jovens”, afirmou Dilma.

Criado em 2011, o Pronatec já registrou 4 milhões de matrículas em todas as modalidades de cursos. Em Minas Gerais, foram efetuadas 468 mil matrículas. Até agosto deste ano, os mineiros formalizaram 104,4 mil matrículas em cursos de qualificação profissional e 58,4 mil em cursos técnicos por meio do programa Bolsa-Formação.

O Pronatec tem como meta oferecer cursos técnicos e de formação inicial e continuada a 8 milhões de estudantes e trabalhadores até 2014.

Durante a cerimônia, o ministro Aloizio Mercadante destacou os investimentos do Governo Federal em Minas Gerais. “No esforço para melhorar o ensino médio foram distribuídos 66.294 tablets para professores de Minas, com conteúdo digital, e 10.428 projetores digitais que trazem a internet para a sala de aula, possibilitando aulas mais dinâmicas e criativas”, disse o ministro.

De acordo com Mercadante, Minas Gerais registrou 803 mil inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), que além de oferecer vagas na educação superior por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), também permite o acesso ao ensino técnico e profissionalizante, com o Sistema de Seleção Unificada do Ensino Técnico (Sisutec).

Tags:

publicidade

publicidade