SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

10ª edição do Parlamento Jovem começa nesta segunda-feira

Estudantes de todo o país vão simular jornada de trabalho dos deputados federais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/09/2013 15:14 / atualizado em 23/09/2013 15:27

Agência Câmara

Com uma palestra do deputado Chico Alencar (Psol-RJ) sobre o processo democrático nacional e os 25 anos da Constituição de 1988, começou, nesta segunda-feira (23), a 10ª edição do programa Parlamento Jovem Brasileiro. Durante cinco dias, 78 estudantes de todo o País – entre 16 e 22 anos – vão simular a jornada de trabalho dos deputados federais, passando por todas as etapas do processo legislativo.

Os participantes irão discutir e votar projetos de lei em comissões temáticas e no Plenário; e ainda eleger uma Mesa Diretora e presidentes de comissões.

Idealismo
Alencar falou sobre a importância das leis para a vida em sociedade e percorreu a história brasileira por meio das constituições até chegar à Carta de 88, considerada a mais democrática. Ele ressaltou, porém, que mais de 100 artigos ainda precisam ser regulamentados e alguns direitos como a dignidade da pessoa humana ainda estão em construção.

O parlamentar destacou também a importância do idealismo dos jovens. "Política estudantil é fazer as ideias circularem, é ter generosidade, solidariedade, pensar em um amanhã melhor não só para você, mas para os outros também. O jovem tem essa capacidade de ser generoso e idealista”, declarou. “Depois, vêm os compromissos, as amarras e a gente vai ficando careta ao longo da vida", completou.

Na fase de perguntas, tanto os jovens parlamentares quanto alunos e professores de escolas de Brasília questionaram Alencar sobre temas atuais como o julgamento do caso do mensalão pelo Supremo Tribunal Federal (STF), voto aberto no Congresso e até as restrições para a entrada de pessoas na Câmara dos Deputados.

Nova visão
Do Paraná, a jovem parlamentar curitibana Ana Maria Paula Bueno, de 17 anos, espera que a experiência traga uma nova visão sobre os políticos: "Para vermos realmente como é o funcionamento da Câmara, como faz para um projeto de lei ser aprovado e se tornar uma lei. E assim, poderemos passar esse conhecimento adiante, porque a gente tem uma percepção errada, talvez pelo que a televisão passa."

Ao final do evento, cerca de cinco projetos elaborados pelos jovens devem ser escolhidos para serem encaminhados à Comissão de Legislação Participativa da Câmara. Dessa forma, eles podem se transformar em propostas formais. Outra maneira de os textos passarem a tramitar de verdade na Casa é se forem encampados individualmente por deputados.

Fellipe dos Reis, de 16 anos, natural de Londrina, também no Paraná, vai apresentar um texto sobre reciclagem de resíduos da construção civil. "A gente fez uma pesquisa e descobriu que não há uma lei que determine o que deve ser feito com os entulhos desse segmento, que representam entre 41% e 60% dos resíduos sólidos das cidades. Hoje, não há a destinação correta", disse.

Pelo projeto, os resíduos deverão ser encaminhados a usinas com o objetivo de serem moídos para uso em novas obras, como recapeamento de vias urbanas.

Sessão solene
Amanhã (23), às 9 horas, haverá sessão solene de posse dos parlamentares jovens. A cerimônia será realizada no Plenário Ulysses Guimarães. O Parlamento Jovem 2013 se encerrará na sexta-feira (27).

A primeira edição do programa ocorreu em 2004. No total, 690 jovens já participaram da experiência. Neste ano, foi criado um canal de comunicação entre os estudantes e a Câmara: a página do Parlamento Jovem Brasileiro no Facebook.

publicidade

publicidade