SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Escolas e estudantes preparam projetos para 4ª Conferência

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/10/2013 18:26

As 27 unidades da Federação realizam este mês as conferências estaduais, última etapa preparatória para a 4ª Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente – vamos cuidar do Brasil com escolas sustentáveis. O evento será realizado de 23 a 28 de novembro, em Luziânia, Goiás. Participam dos encontros estaduais estudantes eleitos em 16,9 mil escolas que criaram projetos de educação ambiental dentro do tema da 4ª Conferência.

As primeiras conferências serão realizadas em Mato Grosso, nos dias 7 e 8 de outubro, e em Alagoas e Minas Gerais, nos dias 9 e 10. A maior parte das secretarias estaduais de educação, no entanto, programou os eventos para os últimos dez dias de outubro. O calendário será fechado pela Paraíba em 1º de novembro.

Será responsabilidade dos encontros nos estados escolher os projetos que serão levados ao evento nacional e eleger delegados que representarão as escolas de cada unidade da Federação. A 4ª Conferência terá 671 delegados estudantis, sendo 659 eleitos nos 27 eventos estaduais e 12 alunos que representam a diversidade. Mesmo que alunos indígenas, quilombolas e ribeirinhos do sexto ao nono ano do ensino fundamental não tenham participado da etapa escolar, o regulamento da conferência assegura a representação deles. Além dos alunos, coordenadores dos estados, professores, oficineiros, técnicos dos ministérios da Educação e do Meio Ambiente estarão presentes na etapa nacional.

Clélia Brandão, diretora de políticas de educação em direitos humanos e cidadania da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão (Secadi) do MEC, diz que a conferência é um momento importante do processo de educação ambiental que envolve a escola toda – estudantes, educadores e a comunidade. “Não é um fato isolado, mas um processo de formação de lideranças em educação ambiental”, explica.

Ao final da conferência, segundo Clélia, as ações e projetos criados pelas escolas terão continuidade. Em 2013, dez mil escolas de 310 municípios com vulnerabilidade ambiental receberão verbas do Programa Dinheiro Direto na Escola – PDDE Escolas Sustentáveis, para concretizar os projetos.

O coordenador de educação ambiental da Secadi, José Vicente de Freitas, explica os critérios adotados para a escolha das dez mil escolas que receberão recursos em 2013: unidades localizadas em áreas de risco ambiental (deslizamentos, enchentes), que participaram de edições anteriores da Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente, que têm professores com formação na área e que têm estruturada a Comissão de Meio Ambiente e Qualidade de Vida (Com Vida). Em 2014, segundo o coordenador, o PDDE Escolas Sustentáveis será ampliado para mais escolas e mais municípios.

Trajetória
Promovida pelos ministérios da Educação e do Meio Ambiente, a 4ª Conferência Infantojuvenil pelo Meio Ambiente – Vamos cuidar do Brasil com escolas sustentáveis tem como proposta fortalecer a educação ambiental nos sistemas de ensino com a participação ativa das escolas na construção de políticas públicas. A primeira edição da conferência, em 2003, contou com 15.452 escolas; a segunda, em 2005/2006, foi realizada em 11.475 escolas. Em 2009, o evento mobilizou 3,5 milhões de estudantes, educadores e comunidades.
Tags:

publicidade

publicidade