SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Criança morre afogada em ônibus escolar que quebrou em Ceilândia

A água invadiu o carro, que ficou submerso até a janela. Outros quatro estudantes foram levados ao hospital

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/10/2013 11:30 / atualizado em 09/10/2013 11:37

Almiro Marcos , Luiz Calcagno

Daniel Ferreira/CB/D.A Press
Uma menina de 6 anos morreu e outras quatro crianças foram encaminhadas para o hospital, durante a forte chuva que caiu entre o fim da tarde e o início da noite de ontem. Geovana Moraes estava dentro de um ônibus escolar da Secretaria de Educação que quebrou sob um viaduto na EQNN 5/7 de Ceilândia, por volta das 18h30. Ela se afogou, quando a água invadiu o veículo. Viaturas dos bombeiros levaram as crianças para o Hospital Regional de Ceilândia (HRC). Diante da tragédia, o vice-governador, Tadeu Filippelli, foi à unidade de saúde prestar solidariedade às vítimas.

Quem socorreu Geovana foi o sargento do Batalhão Escolar Petelmo Sousa Rodrigues, 43 anos. De folga, ele estava em uma padaria, quando um garoto chegou, nervoso, pedindo ajuda para salvar a irmã que se afogava. O policial, então, correu até o local e encontrou o coletivo da Secretaria de Educação com água até a altura da janela. Petelmo disse ter mergulhado várias vezes até localizar a criança, que estava presa em um dos assentos. “O coletivo estava praticamente submerso. Consegui puxar a menina e tentei reanimá-la. Fiz o que pude para salvá-la. Foi desesperador”, contou.

No coletivo, estavam entre 15 e 20 crianças e adolescentes, de 5 a 13 anos. Policiais militares e bombeiros da região resgataram as demais, com a ajuda de uma corda amarrada na cintura dos socorristas. As crianças abraçavam os militares para serem levadas até a superfície. Quatro delas continuavam em observação no HRC até o fechamento desta edição, com estado de saúde considerado estável. Elas passaram a noite no hospital por segurança, já que beberam muita água. A previsão é de que sejam liberadas ainda hoje.

Ocorrências
Até as 21h50, o Centro Integrado de Atendimento e Despacho (Ciade) tinha 64 ocorrências em andamento, entre elas, desabamentos de muros, acidentes de trânsito, quedas de árvore e residências inundadas, principalmente na área de Ceilândia e de Taguatinga. Na BR-070, por volta das 21h30, dois carros e um ônibus saíram da pista em razão da enxurrada. A água teria entrado no coletivo e assustado os passageiros. Até o fechamento desta edição, não havia informações de feridos.

Na Quadra 502 do Pôr do Sol, em Ceilândia, carros também flutuaram com a enxurrada, e crateras se abriram nas ruas. Em Vicente Pires, a Rua 10 também acabou alagada. Algumas residências da região foram inundadas. Por volta das 19h30, os bombeiros também registraram um desabamento no Conjunto H da QNM 26 de Ceilândia Norte. Uma senhora teria se ferido.

Até as 22h, a estação meteorológica do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) no Sudoeste já tinha registrado a precipitação de 7,4 milímetros cúbicos de água. Apesar dos problemas registrados, a meteorologista Odete Chiesa salienta que o volume não está fora do padrão para a época. “Essas pancadas são típicas da primavera no Planalto Central. Esse período é marcado por altas temperaturas e chuva pesadas”, explica. Até ontem, havia sido registrada a precipitação de 44,1mm3 em outubro (a média do mês é de 166,6mm3). Ela acrescenta que a previsão para as próximas duas semanas é de períodos de precipitação mais intensa. “Daqui até o fim do ano, a chuva aumenta consideravelmente. Mas isso não quer dizer que não possamos ter alguns períodos de estiagem até dezembro, que são conhecidos como veranicos”, acrescenta.

A Secretaria de Educação divulgou nota de esclarecimento em que lamentou a morte da menina e afirmou estar prestando assitência a todas as famílias das vítimas envolvidas no acidente. A SEDF informou ainda que a Polícia Civil investiga as possíveis causas do acidente. Confira a íntegra:

 

"A Secretaria de Educação do DF lamenta a tragédia ocorrida ontem (08/10) com estudantes da EC 08 de Ceilândia, e está acompanhando o caso de perto, se colocando a disposição para ajudar todas as famílias envolvidas no acidente, no sentido de prover ajuda médica e psicológica e demais urgências que se fizerem necessárias.

A Polícia Civil do DF já está apurando o ocorrido a fim de averiguar todas as possibilidades que podem ter influenciado para a tragédia. Nesse sentido, a SEDF aguarda o resultado da perícia para tomar as providências necessárias em relação à responsabilização do acidente.

Com relação ao transporte envolvido no acidente, cabe esclarecer que o ônibus é da empresa Rodoeste Transportes e Turismo Ltda-ME, contratada pela SEDF, para a prestação de serviço de transporte escolar para atendimento aos estudantes da rede pública de ensino do Distrito Federal na região de Ceilândia. O Contrato obedece aos termos do Edital de Licitação - Pregão Eletrônico nº 06/2011, assinado em 14 de fevereiro de 2013, com validade de 12(doze) meses a contar da assinatura.

O veículo envolvido no acidente é de 2008. O contrato possui execução regular e a empresa apresentou toda a documentação dos veículos, bem como a qualificação dos profissionais, nos termos do Contrato.

O Contrato tem vigência de 12(doze) meses, a partir da assinatura. A vigência é de 14/02/2013 a 14/02/2014, podendo ser prorrogado, nos termos da Legislação vigente.

Qualquer providência em relação a empresa somente poderá ser realizada se constatada alguma irregularidade por parte da perícia policial."
Tags:

publicidade

publicidade