SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Brasileirinho: do Acre para Doha

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/11/2013 11:38 / atualizado em 05/11/2013 17:51

Ana Paula Lisboa

Ana Paula Lisboa
André Melo, 19 anos, é um dos estudantes que tiveram a chance de participar do World Inovation Summit for Education (Wise),uma grande cúpula anual que ocorre em Doha, capital do Qatar. Aluno de direito da Universidade Federal do Acre, foi nomeado um dos trinta Wise Learners de 2013 por sua atuação voluntária como diretor e co-fundador do Estudar Mais, um projeto da ONG britânica React & Change na América Latina. As duas organizações combatem a apatia dos jovens e a desigualdade entre os sexos. O título é concedido pela Wise a pupilos que colaboram com avanço da educação. Como recompensa, a instituição do Qatar oferece cursos e treinamentos em outros países. Além de participar do Wise até esta quinta-feira, André continua no país para workshops sobre educação, empreendedorismo, tecnologia, gestão de projetos e outros conteúdos.

"Sou o primeiro brasileiro selecionado e estou muito feliz com a oportunidade. Além de participar do Wise, volto a Doha em janeiro para outro treinamento. Em junho do ano que vem, vou estudar na Espanha, tudo graças ao Wise Learners. Eles querem formar os futuros líderes da educação", conta André satisfeito. Engajado, o jovem já participou de eventos como Parlamento Jovem Brasileiro, Youth Parliament do Mercosul, World Youth Congress, Youth Blast durante a Rio+20, International Student Week, em Ilmenau, e Global Entrepreneurship Summer School, em Munique. Foi selecionado pela Unesco como um editor internacional jovem de uma publicação global sobre educação, foi escolhido pela Hesselbein Global Academy como um dos 50 estudantes líderes de ponta e já recebeu um prêmio de honra como cidadão do Acre. O futuro advogado considera a educação a principal arma para mudar o mundo.

O World Inovation Summit for Education (Wise) é uma grande cúpula anual que ocorre em Doha, capital do Qatar. O objetivo é reunir, discutir e reconhecer soluções inovadoras que colaboram com o avanço do ensino e do aprendizado no mundo. Em 2013, o evento começou na terça-feira (29/10) e terminou nesta quinta-feira (31/10) no Centro de Convenções Nacional do país. Em três dias, cerca de 1,8 mil participantes, vindos de mais de cem países diferentes, discutiram o futuro da educação durante mais de 70 atividades diferentes.

Sessão plenária do terceiro e último dia do Wise teve como tema os desafios da educação num mundo em constantes transformações. As conversas foram norteadas por publicações da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) que pregam quatro pilares: aprender a ser, aprender a saber, aprender a fazer e aprender viver em comunidade. Os documentos estão em consonância com a quinta edição do Wise, em que o antropólogo, filósofo e pesquisador francês Edgar Morin defendeu que as escolas ofereçam aos alunos conhecimentos menos teóricos e mais aplicáveis à vida e ao cotidiano.

O último dia de evento foi marcado também pela apresentação do Livro Wise de 2013. Com o título Learning (Re)imagined, a obra, ainda a ser lançada, de Graham Brown-Martin, fundador da Learning Without Frontiers, plataforma on-line de troca de conhecimentos, vai debater como transformar o ensino e o aprendizado por meio da tecnologia. O Wise também foi ocasião de lançamento de novo livro do senador e professor Cristovam Buarque com belíssimas fotos de Sebastão Salgado que mostram salas de aula de meninos e meninas que sofrem com pobreza, discrimação e outros problemas sociais. O berço da desigualdade foi publicado com apoio da Unesco e da Educate a Child, organização da Sheikha do Qatar Moza bint Nasser que, em um ano de existência, conseguiu colocar 2 milhões de crianças de 24 países, dentre eles o Brasil, de volta à escola.

 

* A jornalista viajou a convite da Qatar Foundation

Tags:

publicidade

publicidade