SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Em ritmo de fim de ano

Meninos e meninas se preparam para a última temporada de provas do ano e aguardam pela folga e pela diversão que estão por vir. Mas tem gente que vai sentir saudade da escola

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/11/2013 10:00 / atualizado em 25/11/2013 10:38

Ana Paula Lisboa

Carlos Vieira

A maioria das escolas está aplicando as provas do último bimestre. Quem manteve notas altas ao longo do ano está bem relaxado e já sente um gostinho de férias, já pensa no tempo em que vai passar na praia ou no campo, em brincadeiras com os amigos, passeios, jogos e muito mais. Para outros, é o momento de saber se vão fazer prova final ou ficar em recuperação. Atualmente, o sistema de avaliação não é o mesmo para todos os alunos.

Nos colégios públicos, como a Escola Classe 2 do Guará, até o 9º ano do ensino fundamental, o mau desempenho não gera reprovação ou dependência. Apenas o excesso de faltas reprova. O ensino fundamental da rede pública também não mantém provas finais ou de recuperação. Os professores fazem anotações sobre o desenvolvimento dos alunos num diário para mostrar na reunião de pais. As notas também são diferentes: em vez de números, as provas voltam com comentários como “ruim”, “bom” e “excelente”.

 

Ana Rayssa

Nas escolas particulares, a reprovação e a dependência começam mais cedo. Em algumas particulares existe prova final, prova de recuperação e dependência. Em outras, não. No Colégio Presbiteriano Mackenzie, quem foi mal ao longo do ano tem uma segunda chance fazendo as provas de recuperação, mas o perigo mora ao lado: lá não existe dependência e quem for reprovado em uma única matéria tem que fazer aquela série toda de novo.

Calendário de férias

Nas escolas públicas, 19 de dezembro é o último dia de aula deste ano e o recesso escolar termina em 5 de fevereiro de 2014. Cada escola particular tem um calendário próprio, mas a recomendação do Sindicato dos Estabelecimentos Particulares de Ensino do Distrito Federal é que as aulas terminem em 13 de dezembro e que sejam reiniciadas em 27 de janeiro de 2014. A Escola Americana e a Escola das Nações, por exemplo, seguem o calendário do Hemisfério Norte: as aulas começam em agosto a cada ano e terminam em junho. Em dezembro e janeiro, há um recesso de 4 semanas por causa do Natal e do ano-novo. Então, para os alunos dessas escolas, o ano letivo ainda está longe de acabar.


Ainda dá tempo
O Super! consultou a professora de psicologia escolar Marília de Queiroz e dá dicas para quem quer se sair bem nas últimas provas.

  • O ideal é estudar um pouquinho todos os dias e não deixar o conteúdo acumular. O dia antes da avaliação deve servir apenas para revisão.
  • O local para estudar precisa ser calmo e silencioso, sem distrações. Nada de estudar com o rádio ou a televisão ligados ou na frente do computador.
  • Além de estudar, é importante ter tempo livre para brincar e descansar todos os dias. Durma adequadamente e se alimente bem.
  • Não tenha medo das avaliações: encare como um exercício. Se você fica muito nervoso na hora da prova, converse com seu professor e com seus pais para tentar resolver o problema.
  • Procure ajuda de pai, mãe, irmão mais velho, professor particular… Na hora do aperto, ter alguém para orientar você é uma ótima opção.

Ferramentas de avaliação

Prova final

Existe em algumas escolas particulares e aborda todo o conteúdo do bimestre, trimestre ou semestre.

Recuperação
As provas de recuperação são uma chance extra para o aluno melhorar as notas. Nas escolas públicas, não há recuperação.

Dependência
Quando um aluno é reprovado em até três matérias, ele pode seguir para o próximo ano e ter aulas de dependência no ano seguinte nas matérias em que não passou. Nas escolas públicas, a dependência existe a partir do 6º ano. Em algumas escolas particulares, existe a partir do 1º ano.

Conselho de classe
Nessa reunião, os professores decidem se aprovam um aluno com dificuldades. Eles analisam se, mesmo sem atingir todas as médias necessárias, o estudante merece passar.

Repetência
Um aluno precisa fazer uma série todinha de novo quando tem várias notas abaixo da média ou quando falta demais. Nas escolas públicas, até o 9º ano, só existe repetência por excesso de falta, mas não por

 

Tags:

publicidade

publicidade