SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Primeiro lugar é de Minas Gerais

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/11/2013 12:00 / atualizado em 27/11/2013 13:14

Gustavo Werneck

Renato Weil
Belo Horizonte — Conciliando a direção de ensino com as aulas de matemática no Colégio Bernoulli, na capital mineira, que ficou em primeiro lugar no ranking nacional do Enem 2012, o professor Rommel Fernandes Domingos explica que, estando na linha de frente, pode captar as expectativas dos alunos. Ele lembra que essa parte é de extrema importância, já que o Enem e o vestibular ainda realizado em algumas instituições de ensino são a etapa final da vida do estudante de ensino médio. “Os professores trazem os exercícios para a prática diária, não ficam só na teoria. E pode-se estudar em silêncio, pois não há barulho”, afirmou Alice Emmanuele Teixeira Peixoto, de 17, que pretende cursar administração pública.

Além de ter alunos interessados, Rommel destaca a capacitação de professores e o material didático elaborado pensando em demandas do Enem, da Fuvest, da Unicamp e de outros processos seletivos, além do ambiente de estudo. Os estudantes Bárbara Sartori, candidata a uma vaga no curso de engenharia aeronáutica, João Artur Souza Chaves e Saulo Barbosa Chaves, de olho na engenharia aeroespacial, no Instituto Tecnológico da Aeronáutica (ITA), aplaudiram o sucesso da escola que teve, em 2012, 234 alunos fazendo o Enem. “O desejo de estudar está presente em todos os alunos. Quem entra aqui está disposto a aprender”, disse João Artur.

O Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa – Coluni se destacou pela quinta vez consecutiva como a melhor escola pública do país e ficou em 4º lugar no ranking geral. Segundo a professora de língua portuguesa Renata Rena Rodrigues, a escola recebeu o resultado com satisfação. “É um conjunto. É o trabalho dos professores, que adotam metodologias integradas, mas também mérito dos alunos”, disse. Por ser uma instituição pública federal, a escola convive com dificuldades, como escassez de recursos financeiros e greves. No ano passado, foram quatro meses de paralisação.

No Santa Marcelina, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte, o resultado foi até melhor que o esperado. A escola passou do 25º lugar em 2011 para o 17º em 2012. Agora, é o sexto melhor colégio de Minas e terceiro da capital mineira. A diretora pedagógica, irmã Roseli Hart, comemorou. “Trabalhamos em duas linhas paralelamente: a formação humana, que faz parte da nossa tradição, e a acadêmica, que acaba correspondendo”, disse.
Tags:

publicidade

publicidade