Obras históricas da educação brasileira serão recuperadas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/12/2013 16:59

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), em parceria com a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), prossegue, em 2014, com o projeto de recuperação de livros e documentos. Estão previstos serviços de higienização e pequenos reparos de aproximadamente 1,8 mil itens e a recuperação de 22 mil plantas de escolas em papel vegetal.

O acervo, disponível no Centro de Informação e Biblioteca em Educação do Inep, tem volumes dedicados à memória da educação brasileira e à história do instituto. O trabalho será realizado por duas equipes, compostas por dois instrutores, dez técnicos do centro e 41 aprendizes da Apae.

O presidente do Inep, Luiz Cláudio Costa, destaca a importância da iniciativa. "A preservação do acervo reafirma o compromisso do instituto com a disseminação de conhecimento e o estimulo à reflexão e também com a descoberta de novos saberes", ressalta.

O projeto de recuperação do acervo começou em fevereiro último. Os técnicos em higienização de materiais arquivísticos e documentos gráficos da Apae são formados pela Universidade de Brasília (UnB). "Eu trabalho com a higienização de livros e documentos, na companhia de um supervisor", afirma Laura Santos, 24, que tem síndrome de Down. Ela explica que todo o trabalho é acompanhado pelo supervisor. "Em tudo, contamos com o apoio de alguém; nada fazemos sozinhos."

Cleiton Costa, 19, trabalha há dez meses na reparação e limpeza de livros. "Gosto do trabalho e considero importante aprender com ele", diz.

Fonte: Inep
Tags: