SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Mulher dispara três tiros em escola particular de Taguatinga Norte

Disparos ocorreram quando a mãe, que não tem mais a guarda da filha, negociava a entrada na escola

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 28/03/2014 19:00 / atualizado em 28/03/2014 19:09

Manoela Alcântara , Thalita Lins

Breno Fortes/CB/D.A Press
Uma mulher de 32 anos disparou três tiros para o alto na porta de uma escola de Taguatinga Norte, na manhã desta sexta-feira (28/3). Ela tentava ver a filha de 12 anos. A mãe, que perdeu recentemente a guarda da filha após se divorciar de um policial militar, chegou na Escola Montêmine por volta de 10h, horário de intervalo dos alunos do 6º ao 9º Ano. Ela queria entrar para ver a menina, mas os funcionários da escola a conheciam por ser atuante nas atividades escolares da filha, e sabiam que ela não tinha autorização. Os disparos ocorreram quando a menina apareceu na porta da escola, enquanto ela tentava negociar a entrada. A mãe se desesperou e passou a gritar que queria ver a filha. Nesse momento, sacou a arma e deu três disparos para o alto. Ninguém se feriu. A diretora do colégio, Bernadete Andrioli, explicou que a família sempre acompanhou o desenvolvimento da criança de perto. "É uma pena, acho que foi um momento de desespero", explicou a diretora. "Acho que agimos certo. Uma escola não é responsável só pelo aprendizado mas também pela segurança dos alunos", finalizou. A mulher está foragida.
Tags:

publicidade

publicidade