SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

SOLIDARIEDADE »

A música na luta pela vida

Artistas brasilienses fazem show, hoje, a fim de arrecadar dinheiro para transplante de pulmão de garoto

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/04/2014 15:00

Guilherme Pera

Lucas com os cantores Daniel Duran e Danilo Lira: fã de música sertaneja (Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press) 
Lucas com os cantores Daniel Duran e Danilo Lira: fã de música sertaneja

A batalha de Lucas Neres, 16 anos, é diária. O brasiliense teve complicações respiratórias logo após o parto e os médicos precisaram retirar um pulmão. O outro funciona, hoje, a 25% da capacidade. Ele vive 24 horas com uma bomba de oxigênio e precisa de um transplante. A mãe, Irani Neres Santana, está em campanha de arrecadação de dinheiro para custear uma viagem ao Canadá, onde um médico brasileiro fará a operação. Para ajudar, artistas da cidade promovem hoje, às 21h, um evento beneficente na casa de shows Planeta Country — 80% da renda vai para Lucas.

Fã de sertanejo, o garoto será homenageado com shows do brasiliense Daniel Duran e do baiano Danilo Lira. “Logo, logo, o Lucas estará pulando e vai chutar esse tubo (a bomba de oxigênio) para longe dele”, anima-se Danilo. “É uma honra poder participar disso”, completa. Daniel Duran apresentará as músicas do novo álbum, chamado Regaça. Segundo ele, o principal não é promover o CD. “O objetivo é ajudar o garoto na luta pela vida”, diz.

Até agora, antes do show, dona Irani conseguiu R$ 110 mil. São necessários US$ 300 mil (aproximadamente R$ 681 mil) para pagar as passagens de ida e volta, a estadia de três meses em Toronto e a cirurgia.

Lucas já traça planos para depois da operação: quer ser técnico de informática e consertar celulares. “Quando eu era criança, mexia nos fios do celular da minha médica e vivia dando jeito nele”, recorda. A vontade de ser policial, sonho de infância, porém, deve ser deixada de lado. “Minha mãe acha melhor não”, resume.

Boa parte do auxílio a Lucas, palmeirense fanático, vem da Mancha Verde. Desde 2010, após o pai do então presidente da subsede da torcida organizada no DF, Bruno Liporoni, ler reportagem do Correio, eles ajudam o menino. Foram integrantes da principal organizada do Palmeiras, inclusive, que levaram o garoto à partida de basquete do time do coração em fevereiro. Toda a renda do jogo contra o Universo/Goiânia — cerca de R$ 4,2 mil — foi para o tratamento de Lucas. “A próxima iniciativa é a rifa de uma bicicletinha do Palmeiras. Até o momento, vendemos 30 cartelas de R$ 10 cada”, diz o presidente da Mancha Verde do DF, Robson Damascena. A expectativa é arrecadar, no mínimo, R$ 4 mil.

Para doar

Quem quiser contribuir pode ligar para Irani Neres, no telefone 9299-6811.

Palavra de especialista

30 anos de experiência

“O Lucas Neres é um paciente de alto risco, mas, com as informações que temos, digo que ele tem 90% de chance de sobreviver à operação. O processo duraria cerca de seis horas e nós retiraríamos o pulmão dele e colocaríamos um novo no lugar. Como o Lucas só tem um, colocaríamos o garoto na circulação artificial, para conseguir respirar sem pulmões durante a cirurgia. A única dúvida seria optar entre um ou dois, já que o outro foi retirado há muito tempo, o que deixa cicatrizes no tecido. O centro da Universidade de Toronto é a maior referência em transplante pulmonar em todo o mundo. A equipe com que trabalho tem experiência de 30 anos no assunto.”

Marcelo Cypel, médico da divisão de cirurgia torácica da
Universidade de Toronto

Show beneficente

No Planeta Country (Ade, Conjunto 12, Lote 50 — Águas Claras), hoje, às 21h. Shows com Daniel Duran, Danilo Lira, MC Florzinha, MC Jenny e outros artistas. Entrada franca para mulher até as 23h, com open bar; R$ 25, após. Para homem, R$ 35 — valor sujeito a alteração. Telefone: 3404-6006.
Tags:

publicidade

publicidade