SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Uma QNG verde e amarela

Alunos pintam quadra de Taguatinga em frente ao colégio

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/05/2014 19:27 / atualizado em 27/05/2014 17:42

Bruna Furlani/Esp.CB/D.A Press
Na tarde desta segunda-feira (26/5), cerca de 150 alunos de 1º e 2º do ensino médio do Colégio Ideal, em Taguatinga, prepararam a QNG 9 da cidade para a Copa do Mundo. Com tintas e pincéis, eles fizeram uma grande bandeira do Brasil em frente à escola. Corações, estrelas, bolinhas e até o mascote Fuleco foram desenhados no chão e num muro em frente à instituição de ensino. As calçadas e as árvores próximas também foram coloridas de verde, amarelo e azul. Além dos estudantes, 10 professores e orientadores da instituição ajudaram na decoração, gerenciando os pupilos. O grupo levou cerca de 2h30 para concluir a decoração. A ideia surgiu dos próprios alunos, que procuraram a direção do Colégio Ideal para propor a ação. A escola providenciou tintas e pinceis para os estudantes.

Isabella Aragão, 15 anos, do 2º ano do ensino médio foi a responsável por desenhar o mascote da Copa, o Fuleco. A adolescente acredita que a preparação para a Copa está mais fraca este ano. “As pessoas estão desanimadas, as ruas estão pouco enfeitadas, as pessoas não estão colocando bandeiras nas janelas. Fui convidada para desenhar o Fuleco porque as pessoas acham que eu desenho bem. Gostei da iniciativa”, disse. “Um lado ruim da Copa é que as pessoas estão ressaltando muito os problemas do Brasil. Mas estou feliz de a Copa ser aqui porque o Mundial enfatiza um sentimento de nacionalismo”, disse. Ela está confiante com o desempenho da Seleção. “É provável que o Brasil vença porque os jogadores vão querer passar uma boa impressão”.

Participante de movimentos sociais, a estudante Michelle Martins, 16 anos, do 2º ano do ensino médio participou dos protestos no último ano por querer lutar por um país melhor. “A Copa é positiva, ressalta o nacionalismo e une as pessoas e até as famílias, mas o Brasil não está no momento ideal para receber o evento. É preciso corrigir problemas em educação e saúde antes de sediar um evento desses”. Michelle acredita que a iniciativa dos alunos de deixar a rua mais colorida é uma forma de motivar as pessoas a torcerem pelo país.

Bruna Furlani/Esp.CB/D.A Press


A pintura do meio fio foi feita por alunos como Igor Bastos, 16 anos, do 2º ano do ensino médio. Ele gostou bastante da iniciativa. “Todos estão muito desanimados com a corrupção revelada durante a Copa, então, eu gostei de participar da pintura da quadra para trazer ânimo às pessoas. Estou muito animado com o Mundial porque sou apaixonado pelo futebol e acredito que vai dar Brasil!”. A família de Igor decorou todo o condomínio onde mora e vai assistir à partida entre Portugal x Gana em 26 de junho, no Estádio Nacional Mané Garrincha.

A vice-diretora do Colégio Ideal, Paulyane Albuquerque, 32 anos, acredita que a iniciativa é muito interessante. “É muito importante ressaltar o patriotismo e fazê-lo continuar. Pintar as calçadas e as ruas é uma maneira de fazer isso. Isso faz com que o espírito de Copa seja mantido nos próximos anos”.

A chapeira de uma lanchonete próxima ao colégio Antonia Silva Marques, 32 anos, aprovou o trabalho dos estudantes. “A ideia é muito divertida. As pessoas que eu conheço estão desanimadas com a Copa, então é bacana ver a empolgação e a alegria dos jovens com relação à Copa do Mundo”.

Participe!
Se você também pintou a rua em frente à escola ou decorou a sua escola para a Copa, envie sua foto para o e-mail euestudantecb@gmail.com.

Bruna Furlani/Esp.CB/D.A Press

 

Bruna Furlani/Esp.CB/D.A Press


Bruna Furlani/Esp.CB/D.A Press
 

 

Confira galeria de fotos

Tags:

publicidade

publicidade