SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Política para crianças

Fique por dentro do que rolou na Câmara Mirim deste ano! Cerca de 400 estudantes de todo o país vieram à Brasília e foram deputados por um dia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/11/2014 08:00 / atualizado em 31/10/2014 16:12

Juliana Espanhol

Gustavo Moreno/CB/D.A Press
Na última quinta-feira, o plenário Ulysses Guimarães da Câmara dos Deputados recebeu uma turma diferente. Quase 400 alunos de 5º ao 9º ano tiveram a experiência de discutir e votar três projetos de lei. Tudo foi feito como manda o figurino: eles registraram presença por meio do painel eletrônico, discursaram, apresentaram requerimentos e, finalmente, aprovaram projetos.

– Senti um pouco de nervosismo no começo e em algumas horas senti vontade de rir, mas é porque estava nervoso mesmo. Achei a ideia da Câmara Mirim inovadora, nunca pensei que teria essa oportunidade, disse Daniel Fernandes Rozzatti, 12 anos.

O estudante veio de São Bento do Sul, em Santa Catarina, e presidiu a sessão com ajuda do próprio presidente da Câmara, o deputado Henrique Eduardo Alves.

– Achei os três projetos muito bacanas, só fiquei um pouco preocupado porque um deles, o que propôs as minibibliotecas em empresas, quase não foi aprovado!, conta Daniel.

Na sessão, foram apresentados três mini projetos de lei escritos pelos estudantes Francisco Alves Quirino, 14 anos, Lívia Pessoa Carneiro, 12 anos e Zack Igor Carvalho, 13 anos. Suas ideias foram escolhidas por consultores legislativos da Casa dentre quase 800 propostas. Agora, os projetos seguirão para as comissões e podem virar leis de verdade.

Gustavo Moreno/CB/D.A Press
Porém, as atividades da Câmara Mirim não ficaram por aí. Durante o mês de outubro, houve uma votação do Eleitor Mirim, um projeto do site Plenarinho, da Câmara. Quem venceu foi Felicinha, candidata criada por alunos do 6º ano da escola estadual Rezende de Almeida, localizada na cidade de Itapiratins, em Tocantins. A candidata do Partido da Criança Feliz (PCF) apostou em propostas para educação. Além disso, ela defendeu escolas de qualidade que também sejam divertidas, além de promover o combate à violência e ao bullying. Como prêmio, 12 estudantes da escola vieram à capital para participar da sessão da Câmara Mirim.

– As propostas da Felicinha são muito boas, gostaria que a minha escola fosse do jeito que ela disse, conta Paula Cristina Andrade Santana, 12 anos.

– Foi muito legal vir a Brasília para conhecer a Câmara, diz Welen Sara Alves Barbosa, 11 anos.

A partir de fevereiro do ano que vem, Felicinha vai ter um mural de recados no site do Plenarinho. Lá, as crianças podem escrever comentários ou fazer perguntas, que serão respondidas pela deputada. Seu mandato vai durar dois anos. Ela conquistou mais da metado do eleitorado, com 19 mil votos! No total, mais de 38 mil alunos do 5º ao 9º ano votaram.

Conheça os pequenos deputados que apresentaram projetos na Câmara Mirim

Francisco Alves Quirino
13 anos
Afogados da Ingazeira, Pernambuco

Gustavo Moreno/CB/D.A Press


Francisco escreveu um projeto que cria uma Conferência Nacional dos Estudantes a cada quatro anos. Ele se inspirou em sua própria experiência, ao participar da Conferência Nacional Infantojuvenil pelo Meio Ambiente. Francisco percebeu que essa era a única conferência destinada a alunos do ensino fundamental e médio.

– Fiquei muito feliz porque meu projeto foi aprovado! Na conferência, os estudantes poderiam discutir não só direitos estudantis, mas outros assunto também, em um diálogo mais direto com o Governo Federal. Estou ansioso para o os deputados leiam o meu projeto.

Lívia Pessoa Carneiro
12 anos
Belo Horizonte, Minas Gerais

Gustavo Moreno/CB/D.A Press


Lívia quer promover a criação de minibibliotecas em empresas, para incentivar o hábito da leitura. Em seu discurso, a estudante falou sobre a importância da leitura, inclusive na prevenção de doenças. Por isso o projeto dela prevê a redução de impostos para empresas que montarem minibibliotecas em suas dependências.

– Fiquei um pouco nervosa por falar em público, mas gostei de ver que o projeto foi aprovado. Com a ajuda de colegas, pesquisei bastante sobre os benefícios da leitura antes de escrever o texto.

Zack Igor Nascimento de Carvalho
14 anos
Serrinha, Bahia

Gustavo Moreno/CB/D.A Press


Zack Igor participa de uma filarmônica em sua cidade, Serrinha, na Bahia. O maestro dele incentivou a participação no Câmara Mirim e ele escreveu um projeto criando a bolsa cultura, um pagamento destinado a crianças, jovens e adolescentes que participarem de projetos culturais, como grupos de música, dança e teatro.

– Achei muito legal estar aqui. Agora, espero que a minha proposta vire lei! Meus amigos e minha família também ficaram muito felizes por eu ter sido escolhido. Minha mãe mesmo disse que ia me assistir pela televisão.

Tags:

publicidade

publicidade