SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

PM detém alunos e apreende facas em briga de escola na Asa Sul

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/03/2015 19:01 / atualizado em 01/04/2015 10:48

Kelsiane Nunes /Especial para o Correio , Ailim Cabral

CCS-PMDF
Alunos do Centro de Estudos Supletivos da Asa Sul (Cesas), na 602 Sul, brigaram durante a tarde desta terça-feira (31/3) e a confusão virou caso de polícia, com a detenção de três estudantes e apreensão de facas. Testemunhas que não quiseram se identificar afirmam que aproximadamente 15 pessoas estavam envolvidas, todos alunos da instituição, conforme informações preliminares da Polícia Militar.

De acordo com a titular da Delegacia da Criança e do Adolescente (DCA), Alessandra Figueiredo, hoje, no começo da tarde dois dos jovens se encontraram no caminho da escola e um deles tirou uma faca da mochila e correu atrás do outro, gritando ameaças. Ontem, os três alunos haviam se envolvido em uma briga – de acordo com a PM, um novo confronto foi marcado para esta tarde.

Após a ameça no caminho da escola nesta terça-feira, o rapaz conseguiu chegar até a instituição, onde encontrou o outro colega envolvido na confusão. O dono das facas ameaçou o segundo estudante e depois escondeu as armas dentro da mochila – imagens das câmeras de segurança mostraram que um dos alunos havia escondido duas facas no banheiro da escola. Um dos coordenadores interferiu na discussão e chegou a ser xingado por um dos alunos.

De acordo com um professor da instituição, a direção do colégio chamou a polícia ao perceber a movimentação dos alunos. Os coordenadores separaram os estudantes em diferentes salas, enquanto aguardavam a chegada da polícia. O batalhão escolar encontrou as facas e encaminhou os três adolescentes à DCA, onde eles foram ouvidos e liberados. Nesta quarta-feira (1º/4), os jovens têm audiência no Ministério Público.

A assessoria de comunicação da Secretaria de Educação do DF informou por email que a direção da escola solicitou policiamento assim que tomou conhecimento do problema. A secretaria afirma que, em caso de qualquer confusão desse tipo, os órgãos de segurança são acionados, pois a responsabilidade sobre esse assuntos é da Secretaria de Segurança Pública.

Confira o esclarecimento dado por email na íntegra:
"Assim que a direção tomou conhecimento do fato, os órgãos de segurança pública foram informados e tomaram as providências cabíveis. No caso de brigas de estudantes, a Secretaria procura a tratativa social, pois é como pode atuar. As decisões são mediadas tentando buscar o caminho do perdão. É explicado o quanto é necessário viver em harmonia e a ajuda do próximo é fundamental para o bom desempenho em muitas atividades diárias.

Sempre que identificado qualquer tipo de confusão, nas dependências de qualquer escola ou nos arredores, a orientação é entrar em contato com os órgãos de segurança pública. A responsabilidade do tratamento de brigas com estudantes é competência e responsabilidade da Secretaria de Segurança Pública.

Aqui, temos que lembrar os direitos e deveres dos jovens, assim professores e integrantes das equipes gestoras não podem e não devem exercer o poder de polícia. Somente os profissionais da SSP sabem como podem e devem atuar com os jovens em tais situações. A SEDF e a SSP são parceiras com a atuação do Batalhão Escolar nos arredores dos colégios.

Mais uma vez, vale lembrar, que a SEDF acompanha e exerce o papel social diante de casos desta natureza que possam surgir. E assim é indicado para as 657 escolas da rede pública de ensino."




publicidade

publicidade