SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Alunos do CEF 306 Norte participam da Semana de Jogos Esportivos

A escola promove a segunda edição dos Jogos Interclasse. Cerca de 200 alunos participam da competição

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 11/05/2015 16:17 / atualizado em 21/05/2015 17:50

Kelsiane Nunes /Especial para o Correio

Ao som da banda do 1º regimento da Cavalaria da Guarda Presidencial do Exército, os alunos do 6º e 7º anos do Centro de Ensino Fundamental 306 Norte desfilaram, na manhã desta segunda-feira (11), no pátio da escola com bandeiras nas mãos. Foi assim que começou a cerimônia de abertura do II Jogos Interclasse (JICEF 306 Norte), que ocorre até a sexta-feira (15). Durante o evento, os alunos disputarão medalhas em quatro categorias: tênis de mesa, xadrez, queimada e futsal. A iniciativa tem apoio da Prefeitura Militar de Brasília (PMB) que administra a quadra 306 Norte, onde existem prédios funcionais do Exército.


Gustavo Moreno/CB/D.A Press
Cerca de 200 alunos, distribuídos em 10 turmas (divididas igualmente entre 6º e 7º anos), apresentaram hoje os gritos de guerra que a torcida de cada sala cantará para impulsionar os atletas, além da bandeira que representa cada equipe. “Motivados pelos Jogos Escolares do Distrito Federal, realizado pela Secretaria de Educação, decidimos fazer os jogos internos no ano passado. Como os garotos gostaram, decidimos continuar”, conta a diretora do colégio Ana Paula Salim.

 

 

Um dos coordenadores do projeto, o assistente de direção André Miranda, afirma que os jogos são importantes para o desenvolvimento social do aluno. “Tentamos ensiná-los a lidar com a derrota, respeitar o adversário além de trabalhar o espírito de equipe, a autoestima e o respeito as regras e normas, como existem em todo esporte”, afirma.


Gustavo Moreno/CB/D.A Press
A regra mais difícil de cumprir para o aluno do 6º ano A Diogo Henrique dos Santos, 11 anos, é não xingar durante a competição. “É difícil não falar palavrão durante os jogos, porque, às vezes, fico irritado e quero gritar com meu adversário. Não é sempre que consigo me controlar, mas tento,” explica. Ele faz parte do time de futsal da turma, junto com Matheus Benatti,11, que gosta da iniciativa do colégio. “É importante ter esses jogos na escola para os alunos exercitarem o corpo e para melhorar a saúde”, opina. Apesar de estar animado com o evento, o aluno não está muito otimista com o resultado da equipe “Não temos armas secretas e não acho que o nosso time é o melhor, mas talvez a gente possa ganhar uma partida”, fala.


Gustavo Moreno/CB/D.A Press
Naja Pinto Quatman, 11, aluna do 7° E, também está insegura quanto ao resultado, mas nem por isso está desanimada com os jogos. “Não estou muito confiante porque fui escolhida para jogar tênis de mesa, mas não me acho tão boa. Mesmo assim, tentei me preparar para o torneio treinando com alguns amigos aqui no colégio e em casa também”, conta. Para os times de futsal e queimada, todos os alunos podem participar. Os atletas da modalidade de tênis de mesa e de Xadrez são eleitos pelas professoras de educação física e matemática, respectivamente.


Diferentemente dos colegas, Alice Silva, 10, do 6º B, acha que consegue ganhar uma medalha na disputa de Xadrez. “Treino nas aulas e também em casa pelo computador com aplicativos para o jogo. Acho que sou uma boa jogadora e tenho chances de vencer”, afirma. Ela garante que o esse esporte melhora seu desempenho na escola. “Percebi que o jogo me ajuda a raciocinar melhor para resolver equações”, garante. A professora de matemática Claudecir Melo afirma que, de fato, o jogo de tabuleiro ajuda no desenvolvimento escolar do aluno. “Ele é peça fundamental para a sala de aula porque ajuda o aluno a desenvolver raciocínio lógico, a saber traçar uma estratégia e buscar solução para os problemas, seja na aula ou até mesmo no dia a dia”, diz. Para ela, os jogos são uma oportunidade de descobrir os talentos que cada aluno tem. “Eles esperam muito por esse momento”. A partir desses jogos, descobrimos muitos talentos,” conta.


Gustavo Moreno/CB/D.A Press
As disputas começam amanhã. As competições de tênis de mesa ocorrem no pátio do colégio e as de xadrez na sala número 1. Os jogos de queimada e futebol serão realizados na quadra de esportes dos moradores. O deslocamento das crianças até o local é acompanhado pelos professoras. Socorristas foram contratados para acompanhar as atividades dos alunos. Os três primeiros colocados de cada modalidade serão premiados com medalhas. Os responsáveis pelos alunos são convidados a acompanhar cada etapa da competição.


Os jogos finais serão realizados sexta-feira (15) e a cerimônia de premiação ocorrerá sábado (16), antes da reunião de entrega de boletins.

publicidade

publicidade