SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Estudantes são selecionados para participar de olimpíadas internacionais

Equipes contam com estudantes de vários estados do país. Competições serão realizadas na Indonésia e no Brasil

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 13/05/2015 15:46 / atualizado em 13/05/2015 15:58

Dez estudantes brasileiros foram selecionados para representar o país em olimpíadas internacionais de astronomia - 8ª Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (IOAA) e 6ª Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (OLAA). A seleção que irá para IOAA é composta por Carolina Lima Guimarães (Instituto Federal do Espírito Santo, ES - 18 anos), João Paulo Krung Paiva (Colégio Bom Jesus, PR - 16 anos), Felipe Roz Barscevicius (Colégio Uirapuru, SP - 17 anos), Pedro Henrique da Silva Dias (Colégio Militar de Porto Alegre, RS - 17 anos) e Yassin Rany Khalil (Centro Educacional Primavera, MT - 16 anos). Para a OLAA, a delegação brasileira será representada por Ana Paula Lopes Schuch (Colégio Militar de Porto Alegre, RS - 16 anos), Renner Leite Lucena (Colégio Farias Brito Pré-Vestibular Aldeota, CE - 17 anos), Gustavo Guedes Faria (Colégio Poliedro, SP - 16 anos), Leonardo Henrique Martins Florentino (Colégio Objetivo, SP - 17 anos), e Víctor Gomes Pires (Colégio Etapa, SP - 16 anos).

Os estudantes que integram as equipes brasileiras para os eventos internacionais, obtiveram as maiores notas nas provas presenciais teóricas e práticas na Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA) de 2014.


Para serem selecionados, os estudantes passaram por provas de astrofísica, astronáutica, cosmologia, história da astronomia, sistema solar, manejo de telescópio, entre outros temas.
A primeira etapa de treinamento das equipes que participarão das competições será realizada de 18 a 21 de maio no Observatório Abrahão de Moraes (Valinhos/SP), e a segunda etapa será de 19 a 22 de junho no Observatório Pico dos Dias (Brasópolis/MG).A programação será dividida em grupos de estudos, oficinas de atividades e observação do céu noturno, com instrumentos e de maneira panorâmica, a olho nu. Os jovens também terão aulas de como operar diversos tipos de telescópios, manuais e eletrônicos em observatório profissional.


Carolina Lima Guimarães, integrante da equipe brasileira que irá para a IOAA, está no quarto ano do ensino médio técnico. Ela conta que se preparou estudando pelas provas das olimpíadas anteriores e de forma prática com o auxílio de programas de computador para aprender a identificar constelações e a reconhecer estrelas no céu. A estudante também frequentava o observatório de sua cidade, onde podia observar e analisar o céu, e onde aprendeu a usar o telescópio. Além disso, gostava de ir ao planetário, por ser um lugar onde podia fazer as observações sem a poluição luminosa da cidade. "No planetário eu posso ver o céu de qualquer lugar, de qualquer época do ano e a qualquer hora, além de não ter o problema da poluição luminosa que existe na cidade", explica. Satisfeita por poder representar o país em uma competição internacional, comenta que é uma grande responsabilidade para ela. "Estou muito orgulhosa e pretendo me preparar e dar o meu melhor na competição", afirma.

 

A Olimpíada Internacional de Astronomia e Astrofísica (VIII IOAA 2015) acontecerá de 26 de julho a 4 de agosto, na Indonésia. Este ano, a Olimpíada Latino-Americana de Astronomia e Astronáutica (VI OLAA) será realizada no Brasil, na cidade de Barra do Piraí, interior do Rio de Janeiro, de 27 de setembro a 4 de outubro.

publicidade

publicidade