SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Projeto de leitura acessível será lançado na sexta (5)

O lançamento conta com uma instalação no CCBB do Rio de Janeiro até 8 de junho

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 01/06/2015 18:39

Paulo Rodrigues
Apenas 3% dos livros publicados no Brasil têm algum tipo de acessibilidade. Se o público-alvo for infantil, a porcentagem é ainda menor. A jornalista e escritora Claudia Werneck acredita que "esse ônus impacta toda a geração, já que a criança que não tem acesso à leitura fica fora do fluxo de conhecimento da geração dela". Por isso, o livro Sonhos do dia, lançado por ela em 2001 em sete formatos diferentes, foi relançado este ano em nove formatos.

 

Após o primeiro lançamento, a editora WVA iniciou uma campanha para promover o debate sobre os direitos à educação da criança. Em 2014, a Escola de Gente - Comunicação em Inclusão - uniu-se à editora WVA para propor o programa para o edital do Criança Esperança. Baseado na importância da leitura para todas as pessoas, o projeto Todas as pessoas têm direito a conhecer todas as histórias- Leitura acessível tem o objetivo de enfrentar a violação do direito à informação e à comunicação de crianças com e sem deficiência, analfabetas, com dislexia ou que, por qualquer razão, prefiram ou precisem da leitura acessível.

 

Todas as pessoas têm direito a conhecer todas as historias - Leitura acessível terá seu lançamento na próxima sexta-feira (5) no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) do Rio de Janeiro. A instalação contará cada parte da história do livro Sonhos do dia em um formato diferente. O objetivo é proporcionar às crianças uma vivência com diversas formas de leitura. As crianças vão navegar pelo livro acessível em uma experiência lúdica, interativa e educativa, gerando uma reflexão a respeito da acessibilidade.

 

Uma criança que enxerga vai se deparar com um livro em braile e não conseguirá saber uma parte história até que alguém leia para ela. Isso vai fazer com que ela compreenda o sentimento de uma criança cega quando tem contato com um livro impresso em tinta", exemplifica a autora. Na última etapa da instalação, a própria Claudia Werneck contará o fim da história.

 

A instalação estará disponível no CCBB do Rio de Janeiro durante apenas quatro dias, das 9h às 21h, encerrando em 8 de junho. As visitas serão programadas a cada 3 horas: às 9h, às 12h, às 15h e às 18h, com a presença de monitores. Senhas serão distribuídas gratuitamente 30 minutos antes de cada visita.

 

 

Sonhos do dia

"Este é o meu 13º livro. Eu escrevi todos sobre inclusão, direitos humanos e diversidade. Este é um pouco diferente. Nele, eu conto minha história, de alguém que descobriu que sonhar acordado é bom também", explica Claudia Werneck.

Sonhos do Dia foi publicado em nove formatos diferentes:


1 - Livro impresso em tinta com um DVD e um CD encartados na terceira capa com pino EVA, trazendo identificação em braile;
2 - Livro falado sem audiodescrição no mesmo CD encartado na terceira capa com trilha sonora própria;
3 - Livro falado com audiodescrição no mesmo CD encartado na terceira capa com trilha sonora própria;
4 - Livro no formato Daisy com descrição de todas as fotos e imagens no mesmo CD encartado na terceira capa;
5 - Livro impresso em braile com descrição de fotos e imagens tendo parte das ilustrações e a capa em relevo;
6 - Filme com animação e audiodescrição em DVD com identificação em braile com trilha sonora própria;
7 - Filme com Libras e legenda em DVD com identificação em braile;
8 - Livro em doc. TXT no mesmo CD encartado na terceira capa;
9 - Livro em PDF no mesmo CD encartado na terceira capa.

Escola de Gente

De 2002 a 2012, a Escola de Gente – Comunicação em inclusão – sensibilizou mais de 430 mil pessoas de 17 países. A ONG trabalha para que as sociedades sejam inclusivas e sustentáveis também para as quase um bilhão de pessoas com deficiência que vivem no mundo, sendo cerca de 80% em regiões de pobreza (ONU). Com sede no Rio de Janeiro, atua em todas as regiões do Brasil com distintos parceiros da sociedade civil, governos, Ministério Público da União, conselhos de direitos, cooperação internacional e empresas.

Principais programas: Acessibilidade para a Sustentabilidade; Aliança por uma Sociedade Inclusiva Latino-americana; Juventude pela Inclusão; e Teatro Acessível - Arte, Prazer e Direitos.

publicidade

publicidade