SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Estudantes fazem protesto contra fim de isenção do PAS

Taxa de R$ 100 será cobrada de alunos da rede pública. Secretaria afirmou que não há previsão orçamentária para o benefício

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 09/09/2015 11:05 / atualizado em 09/09/2015 12:57

Bernardo Bittar / , Paula Braga /Especial para o Correio

Minervino Júnior/CB/D.A Press
Estudantes da rede pública do Distrito Federal realizam uma manifestação na manhã desta quarta-feira (9) para protestar contra o fim da isenção da taxa de inscrição do Programa de Avaliação Seriada da Universidade de Brasília (PAS/UnB). Segundo a Polícia Militar do Distrito Federal, cerca de 500 estudantes participam do ato. O grupo chegou à Rodoviária do Plano Piloto às 9h e segue em direção ao Palácio do Buriti.

 

A PMDF informou que o trânsito foi fechado em duas faixas no sentido da via N1 para o deslocamento. Os estudantes estão sendo acompanhados por viaturas e motos do Batalhão de Trânsito. Apesar da manifestação, não há congestionamento no local.

 

"É a primeira luta que estamos enfrentando rumo ao nosso futuro. Não achamos que isso é justo porque não temos dinheiro para pagar essa inscrição", afirmou a estudante do terceiro ano do ensino médio Valleska Crisóstemo, 17 anos.

 

O deputado distrital Professor Israel protocolou na manhã desta quarta-feira (9) um projeto de lei para tornar obrigatória a isenção da taxa de inscrição em processos seletivos de instituições públicas de ensino superior do DF para alunos que estudaram ou ainda estão cursando o ensino médio em escolas públicas ou com bolsa integral em escolas privadas. O gabinete do deputado informou que irá pedir urgência na tramitação do projeto. "Os professores passam o ano incentivando os alunos a fazerem o PAS e na véspera das inscrições o governo avisa que não irá subsidiar! Essa decisão desmoraliza o educador e irá prejudicar o sonho de milhares de estudantes de fazer o curso superior", afirmou o deputado.

 

A Secretaria de Relações Institucionais e Sociais informou que os estudantes foram recebidos e estavam em reunião com o secretário de Educação Júlio Gregório.

 

Entenda o caso

Neste ano, o Governo do Distrito Federal (GDF) não irá cobrir as despesas para os estudantes do ensino médio. Segundo a pasta, o pagamento não será feito neste ano por falta de previsão orçamentária. O órgão também alegou que, como não há convênio com a UnB, o governo está legalmente impossibilitado de cobrir os custos das inscrições. 

 

Os alunos inscritos no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (Cadúnico) permanecem isentos da cobrança de taxa, assim como os estudantes do 3º ano que tiverem cursado os três anos do ensino médio na rede pública.

 

As inscrições para as etapas da avaliação começaram em 1º de setembro e seguem até o dia 17. As provas serão realizadas em novembro e dezembro.

 

publicidade

publicidade