SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Avaliação nacional de alfabetização

DF está acima da média nacional, mas maior parte não alcançou nível máximo

Apenas 12,4% dos alunos da região alcançaram nível desejado de leitura segundo a Avaliação Nacional de Alfabetização. Prova avaliou ainda habilidades de escrita e matemática

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 17/09/2015 16:00 / atualizado em 17/09/2015 18:27

Paula Braga /Especial para o Correio , Augusto Berto - Especial para o Correio

O Distrito Federal alcançou resultados acima da média nacional nos três conteúdos analisados (escrita, leitura e matemática) na Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA) de 2014, divulgada nesta quinta-feira (17) pelo Ministério da Educação (MEC). A prova avalia os níveis dos estudantes até o 3º ano do ensino fundamental, fase final do ciclo de alfabetização. Apesar disso, a maior parte dos estudantes da unidade da Federação não está no nível máximo de compreensão nos três critérios avaliados.

A maior parte dos estudantes do DF alcançou nível 3 de leitura (40,72% dos avaliados) em uma escala de 4, enquanto a média nacional de crianças no mesmo nível de compreensão foi de 32,63%. É esperado que crianças neste nível consigam localizar informações explícitas em textos, identificar pronomes pessoais em poemas e tirinhas, entender relações de causa e consequência em textos verbais, entre outros. Pouco mais de 12% das crianças avaliadas no DF estão no nível desejado de leitura.

 

Nos conteúdos que envolvem escrita, 69,33% das crianças de Brasília se enquadraram no nível 3, enquanto os dados nacionais apontam que 55,66% das crianças alcançaram este nível. Apenas 7,48% dos avaliados no DF apresentaram nível 5 de escrita (quando o aluno é capaz de escrever ortograficamente palavras com diferentes estruturas silábicas).

Na avaliação sobre conteúdos de matemática, a maior parte dos alunos do DF ficou no nível 2 (33,12%), assim como a média nacional (32,78%). Apesar disso, apenas 29,25% dos alunos apresentaram nível 4 na disciplina.

 

"É a mesma avaliação que se faz para o país todo. O DF está um pouco acima da média do Brasil, mas ainda é uma porcentagem baixíssima. Não é motivo de comemoração. Nenhum estado tem o que comemorar", destacou Ricardo Falzetti, diretor de conteúdo da ONG Todos pela educação. "Acredito que pelas condições, Ceará e Acre estão melhores. E até arriscaria o Amazonas", destacou.

 

A ANA foi aplicada pela primeira em 2013. As provas avaliaram os conteúdos de leitura, escrita e matemática dos alunos no fim do ciclo da alfabetização. No total, fizeram a avaliação 2,6 milhões de estudantes, de 55 mil escolas.

publicidade

publicidade