SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Aluna curitibana é eleita diretora da União Brasileira dos Estudantes

Camila Lanes, 19 anos, vai representar os estudantes do ensino fundamental, médio e técnico de todo o país

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 16/11/2015 18:29 / atualizado em 16/11/2015 18:15

Paulo Yuri Salvador

 

A estudante Camila Lanes,19 anos, foi eleita a nova líder da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Ubes). A decisão foi tomada durante o 41º Congresso da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas (Conubes) e reuniu cerca de 7 mil estudantes representando  todos os estados e o Distrito Federal. A eleição ocorreu durante o evento de ontem (15), no Ginásio Nilson Nelson, em Brasília. Ela ficara à frente da entidade estudantil nos próximos dois anos e irá liderar mais de 50 milhões de estudantes do ensino básico brasileiro.

 

A chapa de Camila Lanes, O movimento estudantil unificado pelas mudanças do Brasil, obteve 2.158 votos, representando 78,5% do total. Também concorreram as chapas Oposição de esquerda da UBES, com 426 votos; Brizola tinha razão. Brasil mostra tua cara, com 97 votos e, UBES é pra lutar. Nós não vamos pagar nada, com 67 votos. Votaram na Plenária Final 2.909 delegados, que foram eleitos representantes de suas escolas em etapas estaduais realizadas antes do Congresso.

Camila é natural de São José dos Pinhais (PR) e iniciou a militância estudantil no grêmio de sua escola, o Colégio Estadual Silveira da Motta, e depois teve atuação de destaque no acampamento da União paranaense dos Estudantes Secundaristas (UPES). Assim, a jovem se engajou na recuperação da sede da União Paranaense dos Estudantes Secundaristas (Upes), ameaçada de ser destruída. Ao conseguirem a proteção do local, Camila foi eleita presidente da Upes.

A nova direção da Ubes planeja reforçar a ocupação de mais escolas em São Paulo, além de apoiar a luta pela implantação do Plano Nacional de Educação  (PNE), garantir o direito dos secundaristas à meia-entrada nos eventos culturais, a partir da nova lei nacional sobre o tema, e conseguir a reformulação do ensino médio no país.

publicidade

publicidade