SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Seminário na terça-feira debate importância do desenvolvimento emocional

Frente da Educação no Congresso promove encontro com especialistas que são referências em inteligência emocional no mundo

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 27/11/2015 13:40

Agência Câmara

A Frente Parlamentar Mista da Educação realiza na terça-feira (1), em parceria com a Comissão de Educação da Câmara dos Deputados, o seminário internacional “O desenvolvimento socioemocional e a educação”, no auditório Nereu Ramos, no Anexo 2 da Câmara dos Deputados.

 

Com apoio da Confederação Nacional do Comércio, os debates contarão com a participação de especialistas que são referência em inteligência emocional, como Joshua Freedman, da Califórnia; Francisco Cordão, do Brasil; Daniel Diermeier, reitor da Escola de Políticas Públicas da Universidade de Chicago; e Bahij Amin Aur, da Unesco.

 

A programação começa às 9 horas com a participação do secretário-executivo do Ministério da Educação, Luiz Cláudio Costa, entre outras autoridades, seguida de palestras com os temas “A influência da Inteligência Emocional na Educação” (Joshua Freedman) e “Educação Profissional: Desenvolvimento de Competências Profissionais e Socioemocionais” (B. Amin Aur). A mediação será de Carlos Aldan de Araújo, diretor-executivo do Grupo Kronberg.

 

À tarde, mais duas mesas de debates: “Políticas Públicas para o Desenvolvimento Socioemocional na Educação” (Daniel Diermeier) e “A aplicação socioemocional na educação profissional” (Francisco Cordão); com mediação da deputada Professora Dorinha Seabra Rezende (DEM-TO).

 

Conceito

A inteligência emocional tem o conceito definido pela psicologia como a capacidade do ser humano de reconhecer os próprios sentimentos e os de outras pessoas, e, também, como a maneira de lidar com os sentimentos. Ela está relacionada à motivação e à capacidade de persistir em situações de frustrações.

 

Uma pessoa com inteligência emocional é capaz de controlar a impulsividade e o estresse, entre outras habilidades que contribuem para a melhoria na aprendizagem e o crescimento profissional.

 

De acordo com o psicólogo americano Daniel Goleman, o controle das emoções é fator essencial para o desenvolvimento da inteligência. Ele ressalta que as pessoas dotadas de inteligência emocional geralmente são bem equipadas para tolerar o estresse e controlar seus impulsos.

 

A inteligência emocional é reconhecida por muitos estudiosos como a solução para evitar muitos problemas rotineiros. O psiquiatra Augusto Cury avalia que ela ajuda o indivíduo a alcançar qualidade de vida, felicidade e crescimento profissional.

Palestrantes:

- Francisco Aparecido Cordão - Presidente do Instituto de Projetos Sociais e Tecnológicos de São Paulo/SP – IPSO; membro do conselho diretor do Instituto de Qualidade no Ensino (Câmara Americana de Comércio); consultor do programa “Aprendendo a aprender”, da Secretaria Estadual de Emprego e Relações do Trabalho de São Paulo, para o projeto “Centro Experimental Público de Educação Profissional”; membro do conselho diretor da Fundação Escola de Sociologia e Política de São Paulo;

 

- Joshua Freedman – Dirige uma das mais amplas redes de profissionais e pesquisadores de inteligência emocional no mundo – a Six Seconds, que tem escritórios e representantes em 25 países. Ele desenvolveu em parceria com colegas o “EQ Treinamento de Certificação Six Seconds”, que ele tem aplicado nos cinco continentes como treinamento mestre para milhares de profissionais que buscam ferramentas práticas para aprender e ensinar inteligência emocional. Freedman é autor de “No Coração da Liderança”, “A Organização Vital”, e “Mudar por Dentro: Transformando sua organização com Inteligência Emocional”;

 

- Daniel Diermeier - Decano da Faculdade de Políticas Públicas de Harris e Emmett Dedmon; professor de Administração Pública na Universidade de Chicago. Suas aulas e pesquisas têm foco na teoria política formal, as instituições políticas, a interação dos negócios e da política, análise de texto, percepção pública, crise e reputação de gestão. Ele publicou dois livros e mais de 80 artigos de pesquisa em revistas acadêmicas, principalmente nos campos da ciência política, economia e gestão, mas também em outras áreas que vão desde a linguística, sociologia e psicologia para ciência da computação e matemática aplicada. Diermeier é membro da Academia Americana de Artes e Ciências, da Fundação Guggenheim e do Instituto Canadense de Pesquisa Avançada (Cifar). Suas pesquisas tiveram destaque mundial em meios de comunicação, tais como o Wall Street Journal, The Economist, Business Week, Financial Times, Fortune e The New York Times;

- Dr. Bahij Amin Aur - Consultor em Educação de instituições públicas e privadas de educação básica, profissional e superior, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), do Conselho Nacional de Educação (CNE), do Ministério da Educação (MEC), do Ministério da Cultura (MinC) e de secretarias estaduais. Foi diretor regional do Senac/SP, secretário de Mão de Obra do Ministério do Trabalho, presidente do Conselho Deliberativo do Centro Estadual de Educação Tecnológica Paula Souza (Ceeteps/SP) e membro dos Conselhos Estadual e Municipal de Educação/SP.

publicidade

publicidade