SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Olimpíada de língua portuguesa

Prioridade é alcançar 98% dos municípios brasileiros

Especialistas deram entrevista coletiva virtual para esclarecer dúvidas sobre a premiação que acontecerá em dezembro. Para elas, o maior benefício do concurso é o reconhecimento de boas práticas nas escolas públicas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/02/2016 18:47 / atualizado em 26/02/2016 18:51

Estão abertas, até 30 de abril, as inscrições para 5ª edição da Olimpíada Escrevendo o Futuro. Para explicar o funcionamento do projeto e da premiação – prevista para ocorrer em dezembro em Brasília – a superintendente da Fundação Itaú Social, Angela Dannemann, e a superintendente do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec); Anna Helena Altenfelder, deram entrevista coletiva virtual na sexta (26).

“A olimpíada permite que os bons alunos e professores sejam reconhecidos no lugar onde vivem”, ressaltou Anna Helena afirmando sobre a importância de que as boas práticas da rede pública precisam ser valorizadas. “Os estudantes recebem medalhas que levam para casa e uma faixa que, muitas vezes, é exposta na frente da escola ou em praça pública. Isso é motivo de orgulho para eles”, completou Angela Dannemann.

Serão selecionados 152 autores finalistas que receberão medalha de prata, tablet e R$ 350,00 em vale para a compra de livros.

O projeto é feito em várias etapas ao longo de dois anos. No primeiro, ocorre o concurso com produção de texto dos estudantes dos ensinos fundamental e médio. No ano seguinte, é a vez da formação complementar de docentes, com cursos presenciais e à distância, realização de estudos e pesquisas, elaboração e produção de recursos e materiais educativos.

publicidade

publicidade