SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Programa Jovem Senador divulga tema para redação

Serão 27 selecionados e alunos de ensino médio com até 19 anos podem participar

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/04/2016 16:55 / atualizado em 08/04/2016 16:57

“Esporte: educação e inclusão” é o tema da 9ª edição do Programa Senado Jovem Brasileiro, ou Jovem Senador, integrado pelo Concurso de Redação do Senado Federal. São 19 mil escolas públicas estaduais de todo o país e do Distrito Federal convidadas para participar da seleção, que seleciona, anualmente, 27 estudantes de todo o Brasil a oportunidade de vivenciarem, em Brasília, o processo de discussão e elaboração das leis atuando como senadores da República.

Para participar, as escolas são convidadas a promover um concurso de redação interno entre os alunos do ensino médio de até 19 anos. O melhor texto de cada escola é enviado à secretaria de Educação da respectiva unidade da Federação, que selecionará as três melhores redações para concorrer a uma vaga para o jovem senador. Uma comissão julgadora para o projeto será constituída no Senado Federal para fazer a seleção da melhor redação de cada estado e do DF e das três melhores redações entre os 27 textos selecionados.

Os finalistas são premiados com notebook, medalha, certificado de participação e publicação da sua redação. As escolas dos três primeiros colocados na etapa nacional também são premiadas com computadores para uso coletivo. O novo Regulamento já está disponível no site do projeto.


A legislatura dos jovens senadores tem duração de quatro dias, no período de 28 de novembro a 3 de dezembro de 2016, inicia com a posse e a eleição da Mesa. Na sequência, são formadas comissões de trabalho nas quais os estudantes apresentam, discutem e votam suas propostas. As propostas legislativas aprovadas pelos jovens senadores são publicadas no Diário do Senado Federal como Sugestões Legislativas. Essas Sugestões são encaminhadas à Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa - CDH e, se aprovadas, passam a tramitar no Congresso Nacional.

publicidade

publicidade