SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Educação lança programa com foco no 8º Fórum Mundial da Água

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 20/04/2016 21:42

Escolas públicas do Distrito Federal passarão a ter o tema água mais presente no dia a dia. A Secretaria de Educação lançou nesta quarta-feira (20), no auditório do Museu Nacional, no Conjunto Cultural da República (Esplanada dos Ministérios), o programa Água: Uma Agenda Para a Vida. O objetivo é incentivar a abordagem do assunto no conteúdo programático dos colégios e em ações específicas.

 

Com o projeto, a pasta pretende promover debates sobre água nas escolas pelo menos até 2018, ano do 8º Fórum Mundial da Água, que ocorrerá em Brasília. Além disso, estão marcados cinco seminários voltados a professores da rede pública para que se aprofundem no assunto. Para o primeiro, em 8 e 9 de junho, o tema será Água, Saúde e Saneamento. Em 8 e 9 de setembro, Água e Cerrado. Os próximos, em 2017, abordarão Educação Científica para as Águas (em 23 e 24 de março); Água, Sustentabilidade e Meio Ambiente (em 8 e 9 de junho); e Por Uma Nova Cultura da Água (em 8 e 9 de novembro).

 

Colegiado
Durante o lançamento, foi apresentada a Comissão Intersetorial de Educação da Secretaria de Educação para o 8º Fórum Mundial da Água. Criado pela Portaria nº 98, de 8 de abril de 2016, publicada no Diário Oficial do Distrito Federal do dia 11, o colegiado tem caráter deliberativo e a finalidade de definir atividades pedagógicas e eventos com a participação da comunidade escolar. São 27 componentes, entre subsecretários, coordenadores das 14 regionais de ensino, diretores de áreas relacionadas à temática e outros representantes da pasta.

 

Segundo a assessora especial do gabinete da pasta e membro da comissão, Vera Margarida Lessa Catalão, a intenção é antecipar as discussões do encontro global. Os alunos debaterão a importância do recurso hídrico em feiras de ciências, em festivais de vídeo e em seminários, por exemplo.

 

Para promover eventos culturais, oficinas e outras atividades, a pasta fechou parceria com outros órgãos do governo. Estão envolvidas as Secretarias do Meio Ambiente e de Cultura, o Serviço de Limpeza Urbana (SLU), a Agência Reguladora de Águas, Energia e Saneamento do Distrito Federal (Adasa) e a Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb).

 

Conscientização
A capital do País foi escolhida como sede do 8º Fórum Mundial da Água em 26 de fevereiro de 2014, durante reunião do Conselho Mundial da Água, na Coreia do Sul — na ocasião, local do evento realizado a cada três anos. Em 2018, será a primeira vez no Hemisfério Sul. "O Brasil não foi escolhido por acaso para sediar esse fórum, assim como Brasília. Somos reconhecidos no mundo pela nossa forma de gestão compartilhada da água", justifica o diretor-presidente da Adasa, Paulo Salles.

 

"O maior legado que queremos deixar é uma população consciente, uma Brasília muito bem informada sobre a importância da água para o planeta", afirma o secretário de Educação, Júlio Gregório Filho. Para a colaboradora do governo Márcia Rollemberg, o País todo ganhará com a discussão do tema no cotidiano dos brasileiros. "A nossa grande expectativa é que essa conversa seja levada para o dia a dia, para a nossa casa, o nosso trabalho. Água é um alimento da vida e nossa responsabilidade se reforça diante das mudanças climáticas que estão ocorrendo."

 

Também estiveram no lançamento o secretário do Meio Ambiente, André Lima; a secretária-adjunta de Cultura, Nanan Catalão; a diretora-geral do SLU, Kátia Campos; e o diretor de Coordenação e Meio Ambiente da Itaipu Binacional, Nelton Friedrich.

publicidade

publicidade