SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Educação Especial

Ministro destaca importância da prioridade para Pessoas com Deficiência

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 31/05/2016 21:00

Portal MEC /MEC

“Nós sentimos que não existe uma política de autismo para adultos”. A reivindicação da presidente da Associação Brasileira de Autismo (ABRA), Telma Maria Viga de Albuquerque, foi apenas uma das apresentadas ao ministro da Educação, Mendonça Filho, na tarde desta terça-feira. Em reunião, o ministro recebeu entidades que tratam sobre o tema da educação especial.

 

Além da ABRA, também estiveram presentes representantes da Federação Nacional das Apaes (Fenapaes), Federação Nacional das Associações Pestalozzi (Fenapestalozzi), Organização Nacional de Cegos do Brasil (ONCB) e Federação Nacional de Educação e Integração dos Surdos (Feneis), como integrantes do Comitê Brasileiro de Organizações Representativas das Pessoas com Deficiência. O encontro foi organizado pelo deputado Eduardo Barbosa.

 

As entidades apresentaram ao ministro um ofício com reivindicações para a área. Entre vários pontos propostos está, por exemplo, o fortalecimento da estrutura da Diretoria de políticas de Educação Especial, vinculada à Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão do MEC.

 

Mendonça Filho agradeceu a presença dos representantes e do deputado e prometeu empenho com a causa. “Essa agenda é uma das nossas prioridades. Tenham certeza que o MEC voltou para vocês. Podem contar conosco sobre esse tema. Vou analisar o ofício e ficaremos sempre em contato”, destacou.

publicidade

publicidade