SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Distrito Federal discutirá Base Nacional Comum Curricular

Debate será em 26 e 28 de julho. Interessados têm até o dia 18 para se candidatar à seleção de participantes em seminário sobre o tema

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/06/2016 20:36

Estão abertas as inscrições para o Seminário Distrital da Base Nacional Comum Curricular, que ocorrerá das 8 às 18 horas de 26 e 28 de julho, no campus de Taguatinga da Universidade Católica de Brasília. Interessados devem se inscrever pela internet até as 23 horas do dia 18. O resultado será liberado em 20 de julho, no site da Secretaria de Educação. As informações foram divulgadas em chamada pública no Diário Oficial do Distrito Federal desta quarta-feira (29).

O seminário é um dos 27 – um por unidade da Federação – promovidos para discutir alterações na segunda versão do documento da base nacional comum, apresentada em maio pelo Ministério da Educação (MEC) ao Conselho Nacional de Educação. As sugestões do DF e dos estados serão encaminhadas ao MEC, responsável pela redação final.

Haverá 307 vagas, e podem se candidatar à participação professores – ativos e aposentados –, estudantes de ensino médio e de licenciaturas, pais de alunos, gestores, coordenadores e demais interessados que atuem em atividades educacionais em Brasília. Menores de 18 anos têm de apresentar autorização assinada pelo representante legal. Entre outros critérios, é preciso ter contribuído no processo de análise da primeira versão do documento. Quem cumprir os requisitos será selecionado por ordem de inscrição, conforme tabelas publicadas no Diário Oficial.

“No seminário, indicaremos qual é o desejo da comunidade escolar e da população nos objetivos fundamentais de aprendizagem. No ensino médio, por exemplo, temos 13 componentes curriculares obrigatórios, uma imensidão, e muitos alunos não veem utilidade no dia a dia”, explica o diretor de Ensino Médio da Subsecretaria de Educação Básica, da Secretaria de Educação, Fernando Wirthmann. “A base vem para enxugar, melhorar e propor mudanças no currículo da educação básica, portanto é fundamental que haja participação popular.”


Ajuda de custo da Universidade de Brasília
A Universidade de Brasília (UnB) vai oferecer ajuda de custo para participantes no seminário. Quem mora no DF terá direito a R$ 40 em cada dia do evento. Já as pessoas que residem na região metropolitana ou cidades limítrofes podem ganhar até R$ 90 diários. A solicitação só poderá ser feita após a divulgação do resultado das inscrições.


O que é a Base Nacional Comum Curricular
A Base Nacional Comum Curricular faz parte da Meta 7 do Plano Nacional de Educação, a de fomentar a qualidade da educação básica em todas as etapas e modalidades. A base pretende criar um currículo comum a estudantes das redes pública e privada – não será 100% do aprendizado, afinal serão observados o regionalismo e a autonomia de cada unidade federativa.

A segunda versão do documento foi entregue ao Conselho Nacional de Educação, à União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação e ao Conselho Nacional de Secretários de Educação, após mais de 12 milhões de contribuições e meses de debate. Nessa etapa, estabeleceu-se a necessidade de um seminário por unidade da Federação.

 

Agência Brasília

publicidade

publicidade