SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Projeto Filhos da Flor promove exposição de fotos na sexta-feira (19)

Iniciativa da Apae-DF visa beneficiar pessoas com deficiência intelectual por meio de arte, cultura e educação

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 18/08/2016 09:46 / atualizado em 18/08/2016 10:07

Juliana Magalhães

 

O projeto Filhos da Flor, que promove inclusão social para pessoas com deficiência intelectual em fase de envelhecimento, organiza uma exposição de fotos na sexta-feira (19), das 19h às 22h na Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae-DF), localizada na 711/911 da Asa Norte. A mostra gratuita, posteriormente, será exibida em outros pontos do DF que ainda serão definidos. As fotos foram tiradas nos mais diversos pontos turísticos de Brasília como a Torre de TV, o Parque da Cidade, a Praça dos Cristais, entre outros, que foram feitas por fotógrafos voluntários.

O projeto Filhos da Flor foi idealizado no começo de 2016 pela professora de educação física e advogada Astrid Studart Corrêa, 53 anos. O projeto de inclusão social da Apae tem como foco, além da inclusão social, o respeito às diferenças e a construção de uma sociedade mais tolerante que aceite as diferenças. Participam do projeto professores, maquiadores, coreógrafos, fotógrafos, pessoas que, no geral, de alguma forma possam colaborar para dar continuidade ao projeto.

Por meio de arte, cultura e educação como principais pilares, o projeto prova que pessoas com deficiência são capazes. Qualquer pessoa pode fazer parte do projeto de inclusão social. No momento, a casa está precisando de dançarinos, figurinistas, maquiadores e voluntários que se interessem pelo tema. Para ter acesso ou participar do projeto, basta entrar em contato com eles pelo Facebook. “O foco é mostrar à sociedade o que eles têm a dizer. Capacitamos eles com dança, teatro e música para que eles mostrem ao mundo o que sabem fazer”, declara Astrid.

Mais informações pelo Facebook do projeto.

publicidade

publicidade