SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

DF é o quinto colocado no quesito educação em ranking de competitividade

O resultado foi divulgado nesta segunda-feira (19)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 19/09/2016 20:20 / atualizado em 19/09/2016 21:26

O Ranking de Competitividade dos Estados de 2016, elaborado pelo Centro de Liderança Pública (CLP), Tendências Consultoria e Economist Intelligence Group, foi divulgado nesta segunda-feira (19). No topo do ranking, estão São Paulo, Minas Gerais, Santa Catarina, Paraná e Distrito Federal como as unidades da Federação com melhor educação do Brasil. O maior crescimento do ranking foi do Rio Grande do Norte, que subiu quatro posições em relação ao ano anterior, passando de 24º para 20º, devido à melhora na taxa de abandono do ensino médio. O estado que mais perdeu posições foi a Bahia, caindo de 19º para 22º lugar também devido ao indicador de abandono. A capital federal permaneceu na mesma posição com relação ao ranking do ano passado. Na média do ranking como um todo (sem foco apenas em educação), o DF é o quarto colocado.

Os índices analisados são a nota do Programa Interacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), índice de oportunidade da educação, taxa de abandono do ensino fundamental e taxa de abandono do ensino médio. A última atualização das notas do Pisa é de 2012, em que o Brasil ficou entre os últimos colocados: 55º lugar dentre 65 países. Em comparação aos países membros da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), o Brasil está em último lugar. Apenas cinco unidades federativas brasileiras alcançam o nível do México, país membro da OCDE em último lugar no ranking do Pisa: Espírito Santo, Distrito Federal, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Minas Gerais.

O Ranking de Competitividade visa analisar os 26 estados brasileiros e o Distrito Federal para identificar pontos de melhoria e definir focos de atuação dos governos. A pesquisa é feita a partir dos seguintes quesitos: segurança pública, infraestrutura, sustentabilidade social, solidez fiscal, educação, capital humano, potencial de mercado, sustentabilidade ambiental, eficiência da máquina pública e inovação.

Saiba mais em www.rankingdecompetitividade.org.br.

 

 

publicidade

publicidade