SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Câmara entrega Prêmio Darcy Ribeiro aos destaques na Educação

Centro Universitário Belas Artes (SP); João Batista Araujo e Oliveira, presidente do Instituto Alfa e Beto (CE); e o Projeto Rondon foram os agraciados neste ano

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 23/11/2016 19:05 / atualizado em 23/11/2016 19:11

O presidente da Comissão de Educação da Câmara, deputado Arnaldo Faria de Sá (PTB-SP), fez a entrega do Prêmio Darcy Ribeiro aos destaques na Educação em 2016. A Mesa Diretora da Câmara concede anualmente essa honraria a pessoas e entidades cujos trabalhos ou ações mereceram destaque especial na defesa e na promoção do ensino no País.

Os agraciados deste ano, eleitos pelos membros da comissão no dia 5 de outubro, foram o Centro Universitário Belas Artes de São Paulo; o presidente do Instituto Alfa e Beto, João Batista Araujo e Oliveira; e o Projeto Rondon.

Faria de Sá ressaltou a tradição da comenda, que desde 1988 expressa o reconhecimento do Legislativo àqueles que “contribuem na busca da qualidade da educação e construção da cidadania”.

Revolução
O presidente da Frente Parlamentar Mista da Educação e 4º secretário da Câmara, deputado Alex Canziani (PTB-PR), sugeriu tomar o exemplo dos indicados para o prêmio para começar a multiplicar ideias e práticas que estão ajudando a construir um Brasil melhor.

“Se cada brasileiro adotar uma escola perto de sua casa – não precisa ter filho matriculado nessa escola não – se cada um de nós tomar a iniciativa de procurar um meio para contribuir para melhorar a Educação de seu bairro, de sua cidade; aí nós vamos fazer uma revolução neste País”, disse Canziani, um dos que indicaram o Projeto Rondon para o prêmio.

O outro signatário da indicação do Projeto Rondon foi o deputado Pedro Fernandes (PTB-MA), que destacou o papel da iniciativa coordenada pelo Ministério da Defesa na promoção da integração nacional e na formação da cidadania. Ele conclamou deputados e senadores a apoiarem a iniciativa com recursos das emendas parlamentares.

Economia criativa

O deputado Lelo Coimbra (PMDB-ES) lembrou a contribuição do Instituto de Belas Artes de São Paulo na promoção da economia criativa nos seus 91 anos de existência. Lobbe Neto (PSDB-SP), co-autor da indicação do instituto, acrescentou que, além da tradição, o Instituto de Belas Artes é uma entidade moderna que deveria inspirar outras universidades na formação dos jovens brasileiros.

A coragem de ser diferente foi a razão apontada pelo deputado Rogério Marinho (PSDB-RN) para indicar o presidente do Instituto Alfa e Beto, João Batista Araujo e Oliveira. Ele salientou o trabalho desenvolvido por Oliveira no Ceará, a partir do município de Sobral, hoje um dos primeiros colocados no ranking do Ideb (Índice do Desenvolvimento da Educação Básica).

Educação de qualidade

Representando o ministro da Educação, Mendonça Filho, o secretário-executivo adjunto do MEC, Felipe Sartori, destacou o apoio do Congresso no esforço do governo pela educação pública de qualidade e pela reforma do ensino médio.

O vice-reitor do Instituto de Belas Artes de São Paulo, Sidney Ferreira Leite, sublinhou a identidade da instituição com Darcy Ribeiro. “Temos em comum a convicção de que precisamos tornar o Mundo melhor e mais humano; contribuir para tornar os alunos felizes, altruístas, capazes de formar sua própria visão de Mundo e de tomar decisões”, explicou.

Ideias originais
O presidente do Instituto Alfa e Beto destacou o trabalho realizado por Darcy Ribeiro na formulação da Lei de Diretrizes de Base, que preconizava a ideia de que o governo deve sempre acolher as ideias originais.

Ele reforçou três princípios adotados pelo seu instituto: o trabalho baseado em evidências; qualquer projeto deve sempre levar em consideração a relação custo benefício; e toda política pública deve ter como norte beneficiar o aluno.

O secretário-geral do Ministério da Defesa, general Silva e Luna, atribuiu o prêmio concedido ao Projeto Rondon a todas instituições de ensino superior, professores e comunidades participantes. “O prêmio servirá de incentivo para prosseguir integrando o Brasil e formando cidadãos”, afirmou.

 

Agência Câmara

publicidade

publicidade