SIGA O
Correio Braziliense

Colônias de férias são opções de lazer para crianças em Brasília

Crianças aproveitam o recesso escolar em colônias de férias em que, além de diversão garantida, aprendem lições de costura, de equitação e de escalada

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 14/01/2017 06:00 / atualizado em 13/01/2017 23:23



Estar de férias significa ficar em casa descansando, certo? Errado! O recesso escolar é o período mais esperado do ano, e ficar de pijama o dia inteiro não está com nada. Uma opção para fugir disso, especialmente quando seus pais estão trabalhando e não têm tempo para passear com você, são as colônias de férias. É só escolher a que tem mais a ver com você e brincar muuuito. Precisa de inspiração? Uma galerinha contou como tem sido a experiência em diferentes pontos da cidade, onde não tem espaço para ficar entediado. Confira!

	Ana Rayssa/Esp. CB/D.A Press

Minifashionistas

A colônia de férias Fashion Teen é para a garotada cheia de estilo. As crianças aprendem a customizar e a compor o próprio guarda-roupa, sempre de acordo com as últimas tendências da moda. Entre as atividades, estão as oficinas de coroa de flores, de filtro dos sonhos, de penteados, de culinária, de maquiagem, de etiqueta e de produção de fotos fashion. É a colônia ideal para quem ama o mundo das passarelas.
Bruna Costa, 10 anos, Valentina Domingues, 8, e Mariana Mühe, 10, que querem ser modelos no futuro, participaram da colônia e adoraram as atividades. Valentina gostou mais de produzir a própria tiara de unicórnio, enquanto Mariana se divertiu customizando roupas, e Bruna gostou de escolher uma carinha para o emoji.


— Eu ficava o dia inteiro trancada em casa. Na colônia, a gente passa os dias se divertindo e pode levar o que faz aqui para usar. Até a minha mãe pega as minhas coisas, conta Bruna.


— Aqui a gente conhece gente nova, aprende sobre moda, escuta músicas legais e passa os dias se divertindo, explica Mariana.


A Fashion Teen funciona durante o ano oferecendo cursos de moda e comportamento para crianças e adolescentes e, durante as férias, a criançada pode começar a conhecer o mundo fashion na colônia durante o mês de janeiro. As atividades são semanais, de segunda a sexta, com 15 horas de curso, para meninas entre 7 e 16 anos. As aulas são no período da manhã, das 9h às 12h, ou à tarde, das 15h às 18h. O investimento é de R$ 350, incluindo material e lanche. As atividades são na 410 Sul, Bloco D. A última turma será na semana de 23 de janeiro. Informações: 3366-2277.

 B?rbara Cabral/Esp. CB/D.A Press

Para quem ama cavalos
Os futuros cavaleiros e amazonas têm uma colônia de férias só deles: a do Centro Hípico Lago Sul. Lá, a criançada aprende não só a montar, mas também a cuidar de cavalos — alimentar, dar banho e encilhar (colocar arreios). É perfeito para quem ama esses animais e quer se preparar para competir e ter o próprio equino um dia. O Centro Hípico, que tem escola de equitação para crianças e adultos durante o ano, recebe meninos e meninas de 3 a 14 anos para a colônia, na qual a garotada se diverte durante a semana toda. Além das atividades com cavalos, tem também programação de pintura e artesanato e eles ganham até ferraduras decoradas para trazer sorte.


As turmas são divididas em duas faixas etárias — a primeira, de 3 a 6 anos, e a segunda, de 7 a 14, cada uma com 60 vagas por semana. A criançada cuida dos cavalos mais mansos, que são os mais velhinhos, e tem que seguir duas regras de ouro: sem capacete não pode montar e nada de ficar atrás do cavalo!
Maíra Marques de Carvalho, 11, e Liam Medeiros, 10, estão participando da colônia pela segunda vez. Em cima dos cavalos Chico e Aramis, eles contaram por que querem voltar sempre.


— Eu fiz a colônia no começo de 2016 e gostei tanto que resolvi fazer aulas de equitação regulares. Tive que deixar por causa de outras atividades, mas não resisti e estou de volta. Senti muita falta dos cavalos, gosto muito deles desde pequena. É bom demais, quero muito ser amazona e DJ quando crescer, conta Maíra.
Liam diz por que gosta dessa colônia de férias:
— Meu padrinho sempre me levava para montar na fazenda, eu subia, e ele ficava guiando o cavalo. Aqui, eu aprendi a fazer as coisas sozinho: sei trote, galope e movimento ao passo. Depois de montar, o que eu mais gostei de fazer aqui foi dar banho no cavalo. Esse contato com eles é muito bom. Além disso, você precisa aprender a cuidar do animal sozinho, para ele não ficar doente nem nada, garante Liam.


Sara Marevac, 13, participou da colônia pela primeira vez esta semana. A menina, que nasceu na Croácia, mora no Brasil há três anos, mas sempre passa as férias na Europa.


— Eu andei a cavalo uma vez em um aniversário, mas fiquei com muito medo! Aqui estou bem tranquila e ansiosa para montar, acho que vai ser bem divertido.


A Colônia de Férias do Centro Hípico Lago Sul, que fica na fazenda Picket — Área de Condomínios do Lago Sul, no caminho da entrada do Condomínio Solar de Brasília —, terá atividades até 27 de janeiro, de segunda a sexta, das 14h às 18h. O investimento é de R$ 430 e inclui lanche e camiseta. Para se inscrever, é só ligar ou mandar e-mail para secretaria.hipicalagosul@gmail.com. Informações:  98159-1331 / 3339-0852.

B?rbara Cabral/Esp. CB/D.A Press

Nas alturas
Ficar em casa jogando videogame é superlegal nos primeiros dias, mas depois cansa, não é? Praticar esportes e balancear as atividades é essencial. A colônia de férias da UBT Escalada tem tudo para quem quer aproveitar muito enquanto escala, faz acrobacias de circo e pratica parkour — modalidade esportiva que ensina a passar por cima de muros e a transpor obstáculos.


No Clube Vizinhança, na 604 Norte, meninos e meninas aprendem a escalar nas modalidades boulder (em pequenas alturas e com a proteção de um colchão) e top rope (com cadeirinhas próprias, corda e auxílio de instrutores). Tem também acrobacia em tecidos, equilíbrio no slackline, treino de parkour e gincanas durante o dia.


João Guilherme Pin, 11, e Eric Gomes Lira, 11, deixaram o controle remoto de lado e foram curtir as férias esportivas na colônia. Para eles, valeu muito a pena.


— Eu vim na esperança de passar meu tempo com os esportes, porque eu jogo muito videogame. O importante é se divertir de todas as maneiras, de forma alternada, e brincar de tudo, acredita Eric.
— Eu vim principalmente por causa do parkour. Nunca escalei antes, mas hoje consegui um desempenho bom e acho que vou ficar ainda melhor até o fim da semana. O mais legal desse tipo de atividade é que você fica livre para se divertir, mesmo seguindo as regras. É muito chato ficar preso em casa, garante João.
Luisa Borges de Sousa, 9, e Clara Belo, 8, estão mandando muito nas alturas. Elas ficaram sabendo da UBT por meio de amigos e garantem que vão indicar também.


— Nós escalamos tanto que as nossas mãos estão vermelhas! Fazer a mesma coisa enjoa, praticar esportes é muito legal. Eu vim principalmente porque meu irmão mais velho não brinca comigo, e eu fico o dia inteiro em casa sem fazer nada da vida. Agora, estou me divertindo muito, disse Luisa.


— Eu estou tão animada que até caí em cima do tio! Vamos ficar a semana toda, e eu espero conseguir escalar até a parte mais alta: estou amando aprender coisas novas e praticar outros esportes, diverte-se Clara.


As atividades da Colônia da UBT vão até 2 de fevereiro, de segunda a sexta. Existem turmas para crianças de 5 a 12 anos, em três períodos: matutino, das 9 às 13h; vespertino, das 14h às 18h; e integral, das 9h às 18h. A diária, para a modalidade matutina ou vespertina, é R$ 89 e, para a integral, é R$ 149. Ficar a semana toda custa R$ 329 (meio período) ou R$ 569 (o dia inteiro). Informações: 99333-6443 /www.ubtescalada.com.br.

* Estagiária sob supervisão de Ana Paula Lisboa