Estudantes enfrentam mais um dia de filas para restabelecer acesso ao passe

Filas enormes tomam conta dos postos de atendimento do DFTrans nesta terça-feira (7)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 07/02/2017 12:51 / atualizado em 07/02/2017 16:45

Desde a última sexta-feira (3), os postos de atendimento do DFTrans têm sido o destino de centenas de estudantes com dificuldade para utilizar o cartão do Passe Livre Estudantil (PLE). A falta de informações contribui para que eles fiquem horas em busca de uma solução para o problema, aguardando em filas que dão voltas.

Marciana Alves

 

Viviane Costa, 19 anos, espera há três horas por atendimento. Desde janeiro a aluna tenta atualizar o cadastro para participar do curso de verão na faculdade onde estuda, porém, sem resposta do DFTrans, precisou custear as passagens. “Em cada lugar que você busca informação, tem uma resposta diferente. É um absurdo porque o DFTrans ficou me jogando de posto em posto e não me deu nenhuma resposta até agora”, conta indignada.

Marciana Alves
 

 

Sem uma resposta oficial sobre as origens do problema nos cartões, os alunos que dependem do benefício perdem aulas e ganham prejuízo. Quando questionados sobre o posicionamento do DFTrans de que o defeito se deve à falta de atualização das empresas de ônibus, os estudantes não concordam.“Isso não tem cabimento porque são todos os ônibus que não passam o meu cartão, inclusive o metrô. Se a culpa não fosse do DFTrans, eles já teriam notificado todas as empresas”, afirma Marcos Brendo Farias de Azevedo, de 20 anos.

Marciana Alves
 

 

A universitária Joyce Jardim, de 21 anos, foi orientada por uma colega de turma a procurar o DFTrans para regravar o cartão. Moradora da cidade Ocidental-GO, ela explica que utiliza o passe estudantil para ir da rodoviária do Plano Piloto à faculdade diariamente. “Tive que pagar passagem para ir à aula ontem e hoje precisei sair mais cedo para resolver meu problema”, explica a estudante, que ficou mais de uma hora na fila.

Marciana Alves
 

Enquanto a situação não se resolve, os estudantes se esforçam para driblar o impasse. “A minha situação é crítica. Desde dezembro o cartão foi bloqueado e eu estou tendo que pegar dinheiro emprestado para ir ao estágio. Moro em Santa Maria e lá tem um sistema de BRT, se eu não tiver um cartão de vale-transporte para fazer a integração, pago um valor muito alto por dia”, explica Gustavo Rodrigues Morais, 20 anos.

 

DFTrans garantiu que os problemas com o Passe Livre Estudantil são pontuais e que a maioria dos cerca de 240 mil estudantes beneficiados pelo programa está utilizando o benefício.

Segundo o diretor geral do DFTrans, Leo Carlos Cruz, os postos de atendimento da Rodoviária do Plano Piloto e da Estação da Galeria estão superlotados devido ao problema da falta de atualização dos validadores dos ônibus. "Esse problema se mistura com as demandas diárias, mas estamos tentando solucionar com as empresas. A equipe do DFTrans está à disposição para ajudar os estudantes, independentemente do horário de funcionamento", garante. De acordo com o diretor geral, não serão mais distruíbuidas senhas para o atendimento, que será feito por ordem de chegada.

Cruz pede para que os alunos que tenham acesso à internet  utilizarem a rede para requerer os serviços prestados pelo DFTrans, como novo cadastro, segunda via do cartão, solicitação de mais acessos e troca de instituição de ensino. "Requerer esse tipo de serviço pela internet ajuda no descongestionamento dos postos", alerta.  

Aguarde mais informações.

 

 

 

*Estagiária sob supervisão de Ana Sá.