Alunos de escolas públicas visitam museus que contam a história de Brasília

Como parte da programação de aniversário da capital, encontro desta quarta (26) foi no Museu Vivo da Memória Candanga. Amanhã (27), será na Praça dos Três Poderes

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/04/2017 21:48

Andre Borges

Estudantes do ensino fundamental da rede pública visitaram nesta quarta-feira (26) o Museu Vivo da Memória Candanga, no Núcleo Bandeirante, como parte da programação da Secretaria de Cultura para o aniversário de 57 anos de Brasília, completados na sexta (21).

 

No local eles assistiram ao espetáculo teatral Saci é uma peça!, da Andaime Cia. de Teatro, e viram a exposição permanente Poeira, Lona e Concreto, que reúne fotografias, textos, instrumentos, móveis e outros objetos da história inicial de Brasília.

 

“Este é o maior espaço arquitetônico tombado da época da construção da cidade”, ressaltou a diretora do museu, Rosane Stuckert.

 

Os alunos que participaram da visita são do Centro de Ensino Fundamental Cerâmica São Paulo, de São Sebastião, e estavam acompanhados da professora France Rocha.

 

Ela disse estar emocionada em poder levá-los ao museu. “Muitos alunos não conhecem a história da capital. Para eles é uma descoberta, um mundo novo”, disse a docente, que esteve no local pela última vez em 1985, também em um passeio de escola.

 

História de Brasília mais acessível a todos

Com apresentações teatrais em museus históricos para estudantes entre 6 e 12 anos, a iniciativa da Secretaria de Cultura visa comemorar também os 30 anos do reconhecimento da capital do País como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

 

São três dias de ação. O primeiro foi ontem (25) no Catetinho, e o último será nesta quinta-feira (27) na Praça dos Três Poderes, com os espetáculos Teatro Literário – Brincando com Livros e Da discórdia ao quadrilátero que “desescondeu” o Brasil.

As escolas participantes foram previamente agendadas pela pasta, e cerca de 360 crianças e jovens serão contemplados. Gratuitas, as atividades são voltadas para estudantes, mas também abertas a toda a comunidade.

 

Segundo Paulo Lima, gerente de Acervo da Subsecretaria de Patrimônio Cultural, da Secretaria de Cultura, a proposta é contar a história local, da construção à inauguração, “da Brasília de madeira até a Brasília de concreto”.

 

Os grupos responsáveis pelas apresentações culturais do projeto foram selecionados por meio de chamamento público, com outras iniciativas que compõem a programação de aniversário.

 

Apresentações culturais na Praça dos Três Poderes

27 de abril (quinta-feira)

Das 9 às 10 horas
Teatro Literário – Brincando com Livros

Das 15 às 16 horas
Da discórdia ao quadrilátero que “desescondeu” o Brasil, da Cia. Teatral Mapati

 

 

Agência Brasília