Estudantes poderão aprender sobre energia solar fotovoltaica

Protocolo de intenções para instalar espaço de formação no terminal de metrô em Ceilândia foi assinado nesta quarta-feira (26)

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 26/04/2017 21:50

Paulo Barros
A estação de metrô Guariroba, em Ceilândia, ganhará um espaço para que alunos aprofundem o conhecimento em energia solar e renovável. Para concretizar esse projeto, a Companhia do Metropolitano do Distrito Federal (Metrô-DF) firmou um protocolo de intenções nesta quarta-feira (26).

 

O documento foi assinado pelo Metrô-DF e pelas Secretarias do Meio Ambiente e do Trabalho, Desenvolvimento Social, Mulheres, Igualdade Racial e Direitos Humanos. “É o início de um trabalho importante de profissionalização de estudantes”, comemora o diretor-presidente do Metrô-DF, Marcelo Dourado.

 

Com a instalação de uma usina, a Estação Guariroba será a primeira do Metrô-DF a ser autossuficiente em captação de energia solar fotovoltaica. Os equipamentos que convertem luz solar em energia elétrica, com montagem e instalação, serão comprados pela Capua Projetos e Construções Ltda, empresa vencedora da licitação.

 

O valor do contrato, assinado em março, é de R$ 873.874, e os recursos vêm de financiamento com o Banco do Brasil. Segundo o Metrô-DF, o prazo contratual de entrega é de seis meses.

 

“Essa é primeira estação metroviária com instalações fotovoltaicas da América Latina”, destaca Marcelo Dourado. “Existem outras três no mundo: em Milão [na Itália], em Nova Iorque [nos Estados Unidos] e em Nova Deli [na Índia]”, enumera o presidente do Metrô-DF.

 

Inicialmente, o sistema abasteceria apenas o terminal; agora, de acordo com o Metrô-DF, será possível também fornecer energia para parte dos trilhos por onde passam os trens.

 

De acordo com o secretário do Meio Ambiente, André Lima, esse sistema será o primeiro instalado no governo local. Lima conta que outras ações têm sido discutidas no Brasília Solar, programa do Executivo para estimular o uso de energia solar fotovoltaica.

 

Metrô-DF recebe prêmio internacional por iniciativa sustentável

Em reconhecimento à iniciativa de investir em uma estação autossustentável, o Metrô-DF recebeu o prêmio Golden Chariot International Transport Award, na categoria Companhia Nacional de Transporte do Ano.

 

A entrega ocorreu no evento Metas de Desenvolvimento Sustentável — Transporte e Paz, em 12 e 13 de abril, na sede da Organização das Nações Unidas em Genebra, na Suíça.

 

A condecoração é destinada a organizações, empresas e pessoas em todo o mundo que fazem as maiores contribuições para a indústria desse segmento.

 

“É um estímulo e um desafio grande para que a gente continue nesse caminho de projetos sustentáveis”, frisou Marcelo Dourado. “Além de capacidade de transporte superior ao ônibus e ao carro, o trem é o caminho da sustentabilidade”, apontou.

O prêmio (um troféu, um diploma e uma medalha) foi entregue a Rodrigo Dora, diretor executivo da Câmara de Promoção e Desenvolvimento Econômico do Brics (grupo formado por Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul). Ele representou Marcelo Dourado no evento. Segundo Dora, o Metrô-DF competiu com 69 empresas de transporte de cinco continentes.

 

Metrô Sustentável

A instalação das placas fotovoltaicas na estação de Ceilândia faz parte do programa Metrô Sustentável, que consiste em projetos de utilização de energias renováveis no sistema metroferroviário, na implementação da agenda ambiental na administração pública e na conscientização de passageiros e funcionários quanto ao uso racional dos recursos naturais e ao consumo consciente, entre outros temas.

 

Agência Brasília