Ensino médio

Professores de SC vão receber capacitação para tempo integral

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 06/06/2017 19:16

Gestores e professores de Santa Catarina receberão formação para educação em tempo integral. Na última quarta-feira, 31, o ministro da Educação, Mendonça Filho, assinou termo de cooperação entre o MEC, a Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), a secretaria de educação de Santa Catarina e o Instituto Ayrton Senna, como parte do projeto de expansão das escolas de ensino médio em tempo integral. O valor estimado para a ação é de R$ 3,8 milhões, dos quais R$ 1.177.380 são advindos da Capes.

 

“É um convênio muito importante porque cria um projeto piloto de formação de professores que possibilita a implementação da educação de tempo integral”, afirmou o secretário de Educação de Santa Catarina e presidente do Conselho Nacional de Educação (CNE), Eduardo Deschamps. Ele explica que o cronograma de trabalho já começa a valer desde a assinatura do memorando. Segundo o secretário, a intenção é que o projeto tenha início no segundo semestre deste ano. A vigência do acordo é de 1º de julho de 2017 a 31 de agosto de 2018.

 

As atividades visam apoiar a implementação gradual do Programa de Educação Integral pela Secretaria de Educação de Santa Catarina nas escolas parceiras ao longo de três anos. Logo no primeiro ano, serão beneficiados 1.485 alunos em 40 turmas e, aproximadamente, 210 professores, além de 30 coordenadores pedagógicos e diretores. Nas gerências regionais, a gestão do programa compete a nove profissionais, que serão formados com 20 gestores e 12 formadores destacados na secretaria para gerir o programa.

 

Serão oferecidos 12 módulos de educação a distância para a formação de gestores escolares, regionais e professores. Também serão realizadas reuniões de mentoria individuais ou em dupla. Inicialmente, o programa abrangerá 15 das 731 escolas que compõem a rede estadual. Ao todo, serão atendidas nove de 36 gerências regionais de educação, que respondem, juntas, por 522 escolas, localizadas em 14 municípios catarinenses.