SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Mercado de Trabalho

De olho na sua profissão

Brasilienses atentos à formação profissional investem cada vez mais em especializações. Correio lança concurso cujo prêmio é uma pós ou um MBA, ao custo de até R$ 5,1 mil. No dia 24, suplemento especial mostra as melhores carreiras

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 03/02/2013 12:20 / atualizado em 03/02/2013 12:27

Verônica Machado

O término da graduação no ensino superior não representa o fim da vida acadêmica. Quem pensa em enriquecer o currículo e ganhar mais destaque no mercado de trabalho deve investir em mais estudos. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira

(Inep), o Brasil tem mais de 8,8 mil cursos só de pós-graduação lato sensu. A Região Sudeste concentra o maior número de ofertas (4.955), seguida por Centro-Oeste e Nordeste (1.232 e 1.224).

Luciene Gomes dos Reis, 27 anos, está atenta às exigências na hora da contratação em um emprego. Para garantir a sua vaga com mais tranquilidade, optou por fazer uma pós-graduação depois de cursar secretariado executivo. Em seguida, engatou em uma pós de gestão de pessoas. “Foi um jeito de melhorar o meu currículo, tendo em vista a competitividade no mercado de trabalho”, avalia. Atualmente, a jovem exerce a função na qual se graduou e faz questão de manter a rotina com os estudos para se atualizar. Ela lembra que vale a pena. “Principalmente, quando os professores são competentes e empenhados.”

A estudante conta que fará quantas especializações puder a fim de renovar o conhecimento. “O mercado busca gente capacitada e interessada em progredir”, reforça. Para os que estão na dúvida na escolha da graduação ou do momento certo de dar continuidade aos estudos, ela sugere que se pense nos objetivos profissionais.

Há casos ainda em que o estudante prefere se tornar um pesquisador ou seguir a vida acadêmica. Kelly de Oliveira Santos, 33 anos, frequenta o pós-doutorado de química na Universidade de Brasília (UnB). Ela estuda os materiais dos combustíveis na linha de lubrificantes magnéticos com a incorporação de nanopartículas. Ela passou 10 anos na Região Sul do país se especializando, um ano nos Estados Unidos e defendeu o doutorado há 10 meses na Universidade Federal de Santa Catarina. Voltou à capital em abril e embalou no pós-doutorado.

“A ideia foi conseguir a bolsa no Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (Cnpq) para me manter na cidade até encontrar um emprego”, revela. Hoje, ela leciona em uma faculdade na Asa Sul e, paralelamente, toca os estudos na UnB. E adianta: “É preciso ter um bom currículo, um projeto de pesquisa interessante e professor orientador.” Kelly conta que, em Brasília, as oportunidades se limitam muito à carreira acadêmica ou a concurso. Optará pela segunda opção. E, claro, o pós-doutorado será o seu diferencial nas classificações dos títulos.

Ela indica esse nível de estudo para quem gosta de estudar e de pesquisa, além de ser curioso. “Infelizmente, esse profissional não é valorizado em termos salariais no Brasil, atualmente”, ressalta. Neste caso, a dica é trabalhar no exterior ou ficar de olho nas empresas ou nas indústrias que possam absorvê-lo na cidade onde mora.

Suplemento e concurso
Dicas como a de Luciene e Kelly estarão no suplemento especial Caminhos do futuro, que circulará em 24 de fevereiro. A ideia é ajudar o leitor a definir pela escolha do curso de graduação e de pós, além de dar sugestões sobre trajetos para ter uma carreira profissional de sucesso. Além disso, especialistas mostram o momento certo de encarar uma nova etapa nos estudos e até ajudam na definição da profissão ideal para cada estudante. O material conterá uma lista de cursos mais disputados e informações sobre as tendências no mercado de trabalho. Nesse ritmo, vale saber também sobre bolsas de estudos para todos os níveis de especialização e qual a melhor maneira de consegui-las.

E o melhor: o Correio Braziliense lança o concurso cultural Eu quero me qualificar, a partir de hoje, à meia-noite, valendo um curso de pós-graduação como prêmio. Para participar, o internauta deve entrar no hotsite www.correiobraziliense.com.br/caminhosdofuturo, clicar no link do concurso cultural, preencher a ficha de inscrição por completo e responder: “Por que você quer se qualificar?”.

Então, elabore respostas criativas e torça. O autor da melhor frase ganha curso de pós-graduação lato sensu ou um MBA da instituição de ensino Esad MBA – Escola de Administração e Negócios, no valor de R$ 5,1 mil. As inscrições vão até a 0h de 17 de fevereiro.

Os participantes devem ter mais de 18 anos, com graduação em curso superior e residir no DF ou no Entorno. Vale lembrar que cada participante só poderá concorrer com uma única frase. Além disso, é fundamental ler e estar de acordo com o regulamento disponível no site da inscrição. Uma comissão julgadora, formada por representantes do Correio, elegerá a melhor resposta e considerará a criatividade, a originalidade e a adequação ao tema proposto. A divulgação do ganhador será em 24 de fevereiro no suplemento Caminhos do futuro e no hotsite. O vencedor não poderá receber o valor do prêmio em dinheiro.


As opções

O ganhador do concurso cultural Eu quero me qualificar poderá escolher um entre os cursos abaixo:

MBA

» Em projetos
» Em controladoria
» Em finanças
» Em marketing
» Em gestão empresarial
» Em recursos humanos
» Em logística empresarial
» Em comércio exterior
» Em saúde


MBA Executivo
» ESAD/BBS

Pós-graduação em gestão pública
» Licitações e contratos
» Auditoria e controle
» Material e patrimônio
» Convênio e prestação de contas
» Orçamentos e finanças
Tags:

publicidade

publicidade