SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Estudantes de baixa renda concluem curso de qualificação profissional

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 29/04/2014 18:29

Mais de 1,4 mil pessoas de baixa renda participaram nesta terça-feira, 29, da formatura de cursos de qualificação profissional em Feira de Santana (BA) por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), que desde 2011 já formou mais de 6,8 milhões de brasileiros. A cerimônia contou com a presença da presidenta Dilma Rousseff e dos ministros da Educação, Henrique Paim, e do Desenvolvimento Social, Tereza Campelo.

Segundo Dilma, o Brasil precisa assegurar essa capacitação para que se torne, de fato, uma grande nação. “Cada passo que vocês dão é uma porta que se abre para o futuro do país para a esperança”, disse ela. “Esperança, primeiro, porque um curso de capacitação permite que as pessoas melhorem de vida, mas é uma porta para o país, porque também garante que a nossa população – a nossa maior riqueza – vai ter outra qualidade, portanto, vai agregar valor aos produtos, vai melhorar a economia. Vamos poder continuar a crescer sempre”, disse.

O ministro da Educação, Henrique Paim, destacou a parceria com o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS) nas ações do Pronatec Brasil Sem Miséria, que promoveu ”uma grande participação de pessoas de baixa renda em cursos de qualificação profissional”.

A Bahia é o estado do Nordeste com maior número de inscrições de pessoas de baixa renda em cursos de capacitação do Pronatec Brasil Sem Miséria e o terceiro maior em todo o país. Desde que foi criado o Pronatec, 80,8 mil pessoas foram matriculadas em 109 cidades baianas.

O Pronatec Brasil Sem Miséria integra uma série de políticas públicas do governo federal para promover o acesso das pessoas mais pobres, especialmente os beneficiários do Programa Bolsa Família, à qualificação profissional e ao mercado de trabalho. Em todo o Brasil, já são mais de 1,1 milhão de matrículas, em 570 cursos oferecidos.

O programa que tem o objetivo de expandir, interiorizar e democratizar a educação profissional e tecnológica, vai oferecer 8 milhões de vagas até o final de 2014, num investimento de aproximadamente R$ 14 bilhões.

Fonte: Ascom/MEC

 

Tags:

publicidade

publicidade