SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Educação profissional

Reitor é reempossado e mantém inclusão social como prioridade

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 12/05/2015 10:24

Portal MEC

Reconduzido ao cargo de reitor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Brasília (IFB), Wilson Conciani pretende dar continuidade à política de inclusão social na instituição. “Temos metade dos nossos estudantes com renda per capita menor que meio salário mínimo e mais de 250 estudantes com algum tipo de deficiência”, disse, após ser empossado pelo ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, na tarde desta segunda-feira, 11, em Brasília.

 

Wilson Conciani exercia o cargo como reitor pro tempore da instituição desde 2011. Esta foi a primeira eleição para a direção do instituto, que tem como uma das principais missões a inclusão social. “Nós nos preocupamos com a inclusão porque parte do público brasileiro não tem acesso à educação profissional, à educação de nível médio de qualidade”, explicou Conciani. “Trouxemos muita gente que não conseguiria estar na escola tradicionalmente, como moradores de rua e pessoas em situação de vulnerabilidade extrema.”

 

Fundado em 2008, o IFB tem um histórico de relação com a parcela mais pobre da sociedade. Em 2009, a instituição tinha em torno de 300 estudantes, cerca de 60 servidores e apenas um campus. Atualmente, segundo o reitor, são mais de 25 mil alunos matriculados, mil servidores e 10 unidades, distribuídas pelas regiões administrativas do Distrito Federal, como Brasília, Ceilândia, Estrutural, Gama, Planaltina, Riacho Fundo, Samambaia, São Sebastião, Taguatinga e Taguatinga Centro.

 

O ministro da Educação, Renato Janine Ribeiro, destacou o trabalho feito pelo IFB. “A sociedade brasileira tem a tendência de descartar as pessoas, e isso tem uma história longa” afirmou. “Temos muitos mais anos de exclusão social do que de inclusão, que só se tornou uma política consistente durante o governo Itamar Franco e irrenunciável no governo Lula.”

 

Formação — Wilson Conciani é graduado em licenciatura para educação profissional pela Universidade Federal de Mato Grosso (1985), graduado em engenharia civil pela Universidade Federal de Mato Grosso (1985), mestre em engenharia civil e ambiental pela Universidade Federal de Campina Grande (1989) e doutor em geotecnia pela Universidade de São Paulo – São Carlos (1997). Foi pró-reitor de pesquisa e de extensão no IFB. Atua como professor de educação profissional na instituição e como professor visitante no programa de pós-graduação e engenharia urbana da Universidade Federal de Mato Grosso.

publicidade

publicidade