SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

Educação tecnológica

Comitê discute qualificação profissional na área de energia

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 25/08/2015 12:09

Portal MEC

Ampliar a oferta de cursos para a qualificação de profissionais nas áreas de energias renováveis e eficiência energética é o tema central da agenda de discussões iniciada na manhã da segunda-feira, 24, por um comitê temático formado por gestores da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec) do Ministério da Educação, da Agência de Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável (GIZ), da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), representantes de empresas do setor e servidores indicados pelas instituições que integram a Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. As discussões serão encerradas nesta terça-feira, 25.

 

O diretor de desenvolvimento da Rede Federal, Luciano de Oliveira Toledo, destacou a importância da agenda para aproximar as instituições da rede e o setor produtivo. Para Toledo, a rede, por sua capilaridade e qualificação de seus pesquisadores, apresenta um grande potencial de contribuição. “Temos uma perspectiva de atuação muito forte”, afirmou. “A rede federal está presente em quase 80% das microrregiões brasileiras, com um alto índice de pesquisadores que são mestres e doutores, com capacidade técnica para atender às demandas do setor produtivo de forma positiva.”

 

De acordo com Toledo, é necessário aproximar cada vez mais as instituições de ensino e pesquisa do setor produtivo.

O coordenador de educação profissional e capacitação da GIZ, Christoph Budke, lembra que a pauta da energia renovável está presente nos acordos de intenção para cooperação assinados entre presidenta da República, Dilma Rousseff, e a chanceler Angela Merkel, em visita recente da primeira-ministra alemã ao Brasil.

 

Budke também destacou o potencial de geração de emprego e renda que as discussões podem gerar. “Na Alemanha, por exemplo, mais de 300 mil postos de trabalhos foram gerados no setor de energias renováveis”, salientou. “Acreditamos que o mesmo cenário possa ser repetido no Brasil.”

 

Comitê — O Comitê Temático de Formação Profissional em Energias Renováveis e Eficiência Energética foi criado pela Setec, em parceria com a GIZ (Deutsche Gesellschaft für Internationale Zusammenarbeit), para promover o alinhamento da oferta de educação profissional da rede federal ao setor produtivo de energias renováveis e eficiência energética.

 

publicidade

publicidade