Educação profissional

Projeto inovador para produção de chocolate é destaque na SBPC

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 05/07/2016 18:19

O estande do Ministério da Educação na 68ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) apresenta diversos projetos de inovação desenvolvidos na Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica. Um deles é o protótipo de estufa automatizada, usado para transformar o cacau em chocolate. A solução inovadora, que recebeu recursos do MEC, reduz custos e aperfeiçoa o investimento dos produtores nas fases de quebra do fruto, fermentação, colheita e fabricação.

 

 “Hoje, já se usam estufas, mas não automatizadas”, explica Ana Paula, estudante do curso técnico em informática do campus Uruçuca do Instituto Federal Baiano (IF Baiano). Segundo ela, o equipamento desenvolvido pelo projeto realiza toda a análise de temperatura, umidade e outros indicadores de forma autônoma, e algumas empresas já se interessam em fazer testes voltados à produção comercial. “Isso pode beneficiar tanto o pequeno quanto o grande produtor”, ressalta.

 

Para Marcos Viegas, secretário de educação profissional e tecnológica do MEC, o financiamento público para atividades de pesquisa e extensão tecnológica é essencial. “Os projetos que estão expostos na SBPC apresentam grande potencial para o incremento dos sistemas de produção do país, o que pode proporcionar retorno à sociedade na forma de geração de emprego e renda”, disse, em visita ao estande na segunda-feira, 4, acompanhado do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, Gilberto Kassab.

 

A 68ª SBPC ocorre no campus da Universidade Federal do Sul da Bahia (UFSB), em Porto Seguro. O evento, que tem como tema Sustentabilidade e Tecnologias para a Integração Social, teve cerca de 4 mil inscritos, de acordo com dados da organização. São mais de 400 palestras e cursos à disposição de professores, estudantes e pesquisadores. O espaço é aberto ao público, de forma gratuita, e funcionará até o próximo dia 9.