SIGA O
Correio Braziliense

publicidade

UnB prevê 12,5% das vagas para os cotistas

Instituição suspendeu os editais do próximo vestibular e apenas da 3ª etapa do PAS para se adequar ao novo sistema

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

- AMIGO + AMIGOS
Preencha todos os campos.

postado em 08/10/2012 16:06

Kelly Almeida , Manoela Alcântara

O Conselho de Ensino,Pesquisa e Extensão (Cepe) da Universidade de Brasília (UnB) decide na quinta-feira a porcentagem a ser adotada pela instituição em relação à lei das cotas sociais. Até lá, permanecem suspensos os editais do primeiro vestibular de 2013 e também da 3ª etapa do Programa de Avaliação Seriada (PAS). As duas primeiras fases do PAS não serão atingidas com a mudança, pois é na última que o estudante opta pela inclusão no sistema de cotas e pode ingressar na universidade

O conselho aguarda apenas a publicação do decreto do Ministério da Educação (MEC), que prevê a destinação de, no mínimo, 12,5% das vagas a estudantes que cursaram todo o ensino médio em escolas públicas, negros, pardos, indígenas e de baixa
renda.

A Lei Federal nº 12.711 terá implementação gradativa e, em quatro anos, atingirá 50% das oportunidades de todo o sistema de seleção: PAS, Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e vestibular universal. “Na reunião em que teremos na quinta-feira, vamos decidir se começaremos pela porcentagem mínima exigida ou se será maior.Acredito que começaremos pelos 12,5% mesmo. Mas tudo será decidido na reunião”, ressaltou José Américo.

Os integrantes do colegiado também definirão se a cota para negros, que hoje corresponde a 20% do total das oportunidades para alunos de colégios públicos e privados, será mantida, reduzida ou extinta. De acordo com o professor José Américo Soares, decano de Ensino e Graduação da UnB, o Cepe pode optar por não excluir do sistema negros que cursaram em instituições privadas o ensino médio. “Com a nova lei, os negros beneficiados pelas cotas serão só os que estudaram em escolas públicas, mas o colegiado pode manter o atual sistema, com uma porcentagem reduzida e beneficiar os de escolas particulares também”, explicou. As definições e os ajustes, no entanto, só serão estabelecidos com a votação da entidade.

A decisão ocorre por maioria de votos dos 70 membros. Ainda não há data definida,  mas a expectativa é de que até o fim da semana o MEC publique o decreto com as indicações de como as instituições federais devem se adequar à norma. Do total de vagas destinadas aos alunos que cursaram os três anos do ensino médio em escolas públicas, metade será para estudantes de família com renda per capita inferior a 1,5 salário mínimo, além de negros, pardos e indígenas.

Suspensão


Para evitar dúvidas e problemas, o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe) e a UnB suspenderam os editais para a inscrição do 1º vestibular de 2013 e da 3ª etapa do PAS. O sistema está fora do ar desde a última sexta-feira e não tem prazo para voltar ao normal. Até a suspensão, 18.125 candidatos haviam se inscrito para o vestibular convencional, e 6.354, à 3ª etapa do PAS. Segundo a UnB, os candidatos não perderão as inscrições ou os pagamentos efetuados antes da publicação da lei. Estudantes que se encaixam nos requisitos e quiserem disputar uma vaga pelo novo sistema poderão mudar de opção após a redefinição do edital. Um mecanismo será criado para que a escolha correta dentro do sistema de ingresso seja feita.